• Lucas Rocha

Previsão da NFL: os MVPs de cada time da AFC em 2022

A AFC cresceu em talento com diversas trocas e a vinda de jogadores da NFC. Há algumas prateleiras bem visíveis, mas diversos times têm condição de surpreender e deixar a briga pelos playoffs ainda melhor. Com vocês, os possíveis MVPs de cada time da AFC. Lembrando que já fizemos uma lista com os possíveis MVPs da NFC, e você pode conferir aqui.


Baltimore Ravens – Rashod Bateman, WR


Todd Olszewski/Getty Images

Sei o que tu deves estar pensando: “como assim não é o Lamar?” Calma, jovem Padawan. Todos nós sabemos da qualidade e habilidade que Lamar Jackson tem, em especial com as pernas. Porém, para o QB e o Ravens darem um salto maior, Lamar deve continuar a melhorar sua habilidade como passador, e o sucesso disso passará diretamente pelo seu principal recebedor, Rashod Bateman. Seu cano de calouro foi frustrado pelas lesões de Lamar e a falta de um QB consistente, mas Bateman mostrou flashes do que pode ser e deve ter um salto de produção em 2022.


Buffalo Bills – Josh Allen, QB


Timothy T Ludwig/Getty Images

O Buffalo Bills é um dos principais favoritos ao título em 2022, e tudo isso é graças ao QB Josh Allen. Candidato ao prêmio de MVP, Allen provou ano após ano que merece estar na lista dos melhores QBs da NFL, e que a equipe pode contar com ele nos momentos de maior necessidade (vide as duas partidas dos playoffs ano passado). Com um corpo de recebedores reforçado, um bom RB calouro e uma defesa que continua top de linha (e reforçada com Von Miller), “Josh Alien” será o principal jogador do Bills em 2022 e terá a missão de levar a equipe a terra prometida.


Cincinnati Bengals – Linha Ofensiva como um todo


Ian Johnson/Icon Sportswire via Getty Images

Pegando novamente vocês de surpresa, nem Ja’Marr Chase e nem Joe Burrow serão tão importantes quanto a linha ofensiva do Bengals. Afinal, ano passado tivemos a primeira (e provavelmente única) vez na história da liga em que o QB que mais sofreu sacks contando temporada regular e playoffs levou a equipe ao Super Bowl. O Bengals foi atrás de Alex Cappa (ex-Buccaneers), Ted Karras (ex-Patriots) e La’el Collins, criando uma unidade melhor que a de 2021 e prezando pela saúde de seu principal jogador.


Cleveland Browns – Amari Cooper, WR


Nick Cammett/Diamond Images via Getty Images

O corpo de recebedores do Browns não é tão talentoso quanto anos antes, quando tinha OBJ e Jarvis Landry, mas ainda tem Amari Cooper como principal recebedor e um bom jogador para liderar o grupo. Com a – possível – suspensão de Deshaun Watson, caberá a Cooper ser o principal nome para Josh Rosen ou Jacoby Brissett.


Denver Broncos – Russell Wilson, QB


Matthew Stockman/Getty Images

O torcedor do Broncos finalmente tem motivos para comemorar. Repetindo 2012, a equipe vê um QB elite chegar e poder mudar os rumos da franquia de volta ao estrelato. Embora tenha tido o pior ano da carreira em 2021, Russell Wilson ainda é um QB elite e pode ser a peça que faltava para o Broncos voltar a disputar títulos e chegar nos playoffs. Com um bom elenco e a chegada de um novo HC com experiência com QBs elite (vale lembrar que Nathaniel Hackett era coordenador ofensivo do Packers), o Broncos pode voltar ao sucesso, e será graças a Russell Wilson.


Houston Texans – Brandin Cooks, WR


Douglas P. DeFelice/Getty Images

O Houston Texans é um dos piores elencos da liga, para não dizer o pior. Em reconstrução desde a temporada passada, a equipe terá em 2022 a missão de extrair tudo que pode de Davis Mills e ver se ele aguenta ser o franchise quarterback da equipe. Para isso, o Texans contará com o WR Brandin Cooks, um dos recebedores mais subvalorizados da liga. Com ótimos números em 2021 (90 recepções, 1.037 jardas, quatro partidas com 100+ jardas), Cooks será novamente o ponto focal do ataque.


Indianapolis Colts – Jonathan Taylor, RB


Jason Miller/Getty Images

Com a lesão sofrida por Derrick Henry na temporada passada, Taylor foi “eleito” o melhor RB em 2021 e passou das 1.800 jardas corridas. Para 2022, Taylor volta a ser o principal jogador da equipe, mesmo com a chegada de um bom QB como Matt Ryan. Contando com um mediano grupo de recebedores, a franquia dependerá novamente do talento de Taylor, mas sabe que, dessa vez, pode contar com outros jogadores além dele.


Jacksonville Jaguars – Trevor Lawrence, QB


Tom Pennington/Getty Images

O ano de calouro de “Sunshine” foi ruim, mas sinceramente não dá para colocar a culpa toda nele. A equipe era ruim e Urban Meyer se provou um péssimo HC e só piorou o já fraco elenco. Para 2022, porém, tudo prometer mudar com a chegada de Doug Pederson para o cargo de HC, campeão do Super Bowl com o Eagles e conhecido por seu ótimo jeito de trabalhar, em especial com jovens QBs. Tudo bem, tirar toda a culpa de Lawrence é injusto, mas o produto de Clemson tentou tirar leite de pedra e salvar a equipe por sí só. Seu talento não mudou e sua capacidade de melhorar a equipe não diminuiu e, com um elenco melhor e um ambiente de trabalho menos tóxico, Lawrence poderá dar o “próximo passo” em 2022.


Kansas City Chiefs – Travis Kelce, TE


Tom Pennington/Getty Images

Mesmo critério usado quando falamos do Ravens. Todos sabemos do talento e da habilidade de Patrick Mahomes mas, com um diferente corpo de recebedores (que conta com um misto de calouros e WRs em baixa), o principal alvo de Mahomes será seu já conhecido alvo. Travis Kelce é, talvez, o melhor TE da liga, com seis temporadas seguidas com pelo menos 1.000 jardas recebidas. Caso o Chiefs queira se manter no topo da liga, a conexão com Kelce deve ser melhor que nunca.


Las Vegas Raiders – Maxx Crosby, DE


Andy Lyons/Getty Images

Considerado o “patinho feio” da AFC West, o Raiders reforçou o ataque com a chegada de Davante Adams para criar uma ameaça tripla entre Tae Adams, Hunter Renfrow e Darren Waller. Porém, com uma divisão tão alta em nível de quarterbacks, cabe a defesa colocar o Raiders na briga, e ninguém melhor que Maxx Crosby para isso. Com apenas 24 anos e de contrato renovado, Crosby se mantém como o principal defensor da equipe e, caso o Raiders sonhe em brigar por playoffs, dependerá de mais um fantástico ano dele.


Los Angeles Chargers – Justin Herbert, QB


Ronald Martinez/Getty Images

Justin Herbert é um fenômeno. Provavelmente o melhor QB jovem da liga, Herbert entra em seu terceiro ano de NFL com números que se assemelham aos de Dan Marino. O Chargers foi atrás de reforços, em especial no lado defensivo, e vão depender mais uma vez de Herbert para brigar pelos playoffs em uma AFC cada vez mais forte.


Miami Dolphins – Corpo de running backs


Doug Murray/Icon Sportswire via Getty Images

2022 será o ano do vai ou racha para Tua Tagovailoa, e o Dolphins foi atrás de reforços para ajudar o quarterback. Porém, uma das unidades que mais recebeu reforços (embora tenha ficado abaixo do radar) foi o corpo de running backs. Conhecido pelas ótimas maneiras que utiliza seus corredores, o novo head coach da equipe, Mike McDaniel, deve utilizar seus atuais 6 RBs para livrar a pressão de Tua e ajudar o Dolphins a marchar pelo campo.


New England Patriots – Mac Jones, QB


Kevin C. Cox/Getty Images

Talvez pelas deficiências dos outros, Mac Jones foi o melhor QB calouro em 2021. E, para 2022, “Big Mac” terá que mostrar evolução e provar que seus números não foram só pelo acaso. Com um corpo de recebedores melhorado, uma melhor química com seus recebedores e o playbook mais bem trabalhado, os Pats podem sonhar com uma vaga nos playoffs, e dependerá da evolução de Mac Jones.


New York Jets – Elijah Moore, WR


Steven Ryan/Getty Images

Zach Wilson não jogou o esperado em 2021 e ainda perdeu jogos devido a lesões. 2022 será a chance de mostrar que pode ser um franchise quarterback, e deve utilizar bastante seu melhor recebedor, o segundanista Elijah Moore. Com uma mudança entre seus WRs (saiu o veterano Jamison Crowder e chegou o calouro Garrett Wilson), Moore deve dar o próximo passo em 2022 e se tornar o principal recebedor da equipe.


Pittsburgh Steelers – T.J. Watt, EDGE


Joe Robbins/Getty Images

Aqui é bem óbvio. Com a aposentadoria de Big Bem e uma drástica mudança no ataque, a defesa do Steelers será – novamente – a responsável pelo possível sucesso da equipe, e o líder dessa forte unidade é T.J. Watt, atual vencedor do prêmio de melhor defensor após empatar o recorde histórico de 22.5 sacks em uma temporada. Com a manutenção de seus principais defensores e a chegada de um jovem Myles Jack, Watt será novamente o grande responsável pelo sucesso do Steelers.


Tennessee Titans – Derrick Henry, RB


Carmen Mandato/Getty Images

O melhor RB da liga, Derrick Henry volta de lesão com a missão de continuar tão dominante quanto era antes. Passando das 2.000 jardas corridas em 2020 e no ritmo de quebrar o recorde histórico de mais jardas corridas em uma temporada em 2021 até sofrer uma lesão, Henry saudável é o melhor RB da liga, extremamente físico e dominante. Com um corpo de WRs mais fraco após a saída de A.J. Brown, qualquer chance de sucesso do Titans passa por Henry.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png