• Douglas Dolijal

Fantasy Hype - Vencedores do dia 1 do Combine

Já que falamos de “veteranos” que podem explodir em 2022, chegou a hora de darmos um bom hype nos novatos que botaram a prova suas habilidades nesta última quinta (03 de março) no primeiro dia do NFL Combine. Lembrando que apenas Quarterbacks, Wide Receivers e Tight Ends estiveram em campo, mas assim que os corredores estiverem em campo, nós traremos mais um hype para eles.



Quarterbacks


Entre os quarterbacks tivemos algumas surpresas bem interessantes, principalmente com Desmond Ridder de Cincinnati, que além de mostrar ótimo atleticismo, liderando a posição no drill de 40y dash, foi muito bem frente às entrevistas as quais foi exposto, dando amostra de sua liderança, coisa fundamental para diversos times da liga quando buscam um Signal Caller no draft. Ridder ainda é um prospecto de final de segundo, início de terceiro dia, mas eu não me surpreenderia com alguém puxando o gatilho nele cedo no dia 2, ainda mais se for uma franquia que possa moldar o jovem diamante.


Malik Willis - Liberty



Nos drills de passes tivemos a oportunidade de ver um pouco mais da força no braço dos QBs deste ano, e sem muitas surpresas o QB de Nevada Carson Strong e o de Pittsburgh Kenny Pickett chamaram muita a atenção neste exercício, porém foram ofuscados por lindos passes feitos por Malik Willis de Liberty, que teve seus passes compartilhados nas mídias sociais elevando ainda mais seu hype para o próximo draft. O ponto negativo para Willis foi seu peso e tamanho, que foram mais pesado e menor, respectivamente, do que o esperado no pré-combine.


Wide Receivers


“Velocidade, eu sou a velocidade”. Essa frase do Relâmpago McQueen do filme Carros da Pixar é capaz de descrever perfeitamente esta classe de recebedores. A mais rápida em média da história do combine da NFL, quase teve um de seus integrantes quebrando o recorde do 40y dash, o recebedor de Baylor Tyquan Thornton, que teve depois da revisão seu tempo alterado de 4,21 para 4,28, o que continua sendo impressionante. Ao todo 9 recebedores correram para menos de 4,4 no drill de corrida das 40 jardas. A expectativa é que essa classe bata o número de recebedores escolhidos no primeiro e segundo round, da classe de 2019, que foram nove, nessas duas rodadas.


Calvin Austin III - Memphis



Calvin Austin III (Memphis) foi o maior vencedor do primeiro dia de testes, tendo corrido as 40 jardas em 4.32 segundos, 39 polegadas no salto em altura (cerca de 2,27 metros), e aproximadamente 11 pés no salto em distância (mais ou menos 3,4 metros), sendo top 5 em todos os 3 aspectos do combine. Austin era cotado como uma escolha de terceiro dia, mas parece ter ganhado atenção suficiente para não ter de esperar tanto até ouvir seu nome chamado no draft.


Tight Ends


Levemente menos encantadora que a posição de recebedor, os Tight Ends foram mais notados por sua força e habilidades de recepção. Chigoziem Okonkwo de Maryland foi o mais rápido entre seus pares na corrida de 40 jardas, com o tempo de 4,52 segundos, apesar de ainda ter sido um pouco lento no exercício de recepção, ainda mostrou boa habilidade para corrida de rotas. Outros dois Tight Ends que merecem holofotes são o de Virginia Jal Woods que foi o segundo melhor no 40y dash e o melhor no levantamento de peso, o que pode elevar um pouco seu valor no draft, já o outro foi para mim o mais dominante neste primeiro dia: Greg Dulcich de UCLA, que foi muito bem nos exercícios de recepção, no levantamento de peso e na corrida de 40 jardas, Dulcich sim pode ter cravado seu valor no segundo dia do draft em Las Vegas.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png