• Bernardo Bohm

Conheça Joe Barry, o novo coordenador defensivo dos Packers

Com desempenhos defensivos abaixo do esperado em suas três temporadas com o Coordenador Mike Pettine. O Coordenador sofria muita pressão para deixar a franquia e ao longo de 2020 a pressão só cresceu. Com o fim da temporada e a derrota na final de conferência, Mike Pettine não teve seu contrato renovado. Com o cargo vago, os Cheeseheads anunciaram a contratação de Joe Barry, até então head coach assistente e treinador de Linebackers do Los Angeles Rams. Barry foi Linebacker no College, mas se aposentou cedo como jogador. Entretanto, tem um extenso currículo como treinador, passando por várias universidades e franquias da NFL.


Carreira


Sua larga experiência como coordenador defensivo e treinador de Linebackers o credenciam para o cargo em Wisconsin. Não foi a escolha imediata da franquia, mas vem com a confiança da direção para que possa contribuir para um possível título de Super Bowl. Joe Barry começou sua jornada como assistente graduado atuando no College, em USC, nos anos de 1994 e 1995. Após, tornou-se treinador de Linebackers por Northern Arizona, passando também pela UNLV, de Las Vegas.


Em 2000, foi para seu primeiro cargo na NFL. Tornou-se técnico do controle de qualidade da defesa do San Francisco 49ers. Já em 2001, foi contratado pelo Tampa Bay Buccaneers como treinador de Linebackers, ocupando o cargo até 2006. Pelos Buccs, tem como destaque a temporada de 2002, onde foram campeões do Super Bowl, com a melhor defesa da liga. Em todas as temporadas na Flórida, teve seu trabalho elogiado.


Em 2007, foi anunciado para um novo cargo. Barry seria o novo coordenador defensivo do Detroit Lions - mas nem tudo são flores, não é mesmo? - Ficou em Detroit por duas temporadas, ambas terríveis. Em sua temporada de estreia, os Lions terminaram como a pior defesa da liga. Porém, o que já não estava bom, iria piorar. Em 2008, os Lions terminariam como a única franquia da história com nenhuma vitória na temporada - os Browns também alcançaram tal marca em 2017.


(AP Photo/Michael Ainsworth, Filw)

Após a monstruosa temporada de 2008, foi “rebaixado” novamente para o cargo de treinador de Linebackers dos Buccs, em uma temporada que também não seria boa. No ano de 2010, retorna ao College, fazendo grandes trabalhos no comando do corpo de LBs da Universidade do Sul da Califórnia, a USC. Um período para reorganizar a carreira para uma nova guinada na liga.


Em 2011, voltaria para a NFL. Barry iria ao – até então – San Diego Chargers, onde ficaria por quatro temporadas. Teve bom desempenho que o credenciaram novamente a ser coordenador defensivo. Foi contratado em 2015 pelo Washington Redskins, agora como coordenador defensivo, contudo novamente não embalou bons resultados em dois anos na franquia e acabou deixando o cargo após o fim da temporada de 2016, onde logo acabaria indo para o Los Angeles Rams.


Contratado como head coach assistente e treinador de Linebackers, auxiliou a franquia a chegar ao Super Bowl LIII, com uma defesa fortíssima. Joe foi um dos entrevistados para a vaga de coordenador defensivo de Green Bay após a saída de Pettine, conquistando o cargo. Vale ressaltar que Joe Barry já trabalhou com Matt LaFleur, head coach atual dos Packers, nos Rams em 2017.


(AP Photo/Morry Gash)

E AGORA?


Barry vai para uma defesa vista como talentosa, mas que não corresponde às expectativas. Em entrevistas, disse gostar de trabalhar com jogadores de bom atleticismo - característica constante entre os jovens recém-draftados pelo time -, e espera melhorar o desempenho dos LBs de Green Bay, setor que conhece bem. Além disso, afirma ter orgulho de suas cicatrizes como coordenador defensivo, e que elas lhe darão motivação extra em seu novo trabalho.


Com altos e baixos durante sua longa trajetória, Barry está longe de ser uma unanimidade. Contudo, os bons resultados colhidos recentemente com a defesa dos Rams o qualificaram mais uma vez para o ofício. Com um dos calendários mais difíceis da Liga, a defesa dos Cheeseheads terá muito trabalho, mas a tendência é de que obtenham desempenhos melhores que os das temporadas recentes.Mas seu histórico no cargo de Coordenador preocupa, se será capaz de ser um upgrade em relação a Mike Pettine. Poderiam ter optado por uma mente jovem, mas acreditam que necessitam de experiência para conseguir enfim voltar ao Super Bowl e experiência Barry tem de sobra.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png