• Vinicius Kafka

Conheça Elijah Mitchell, novo running back titular dos 49ers

No último domingo, Elijah Mitchell foi destaque na equipe de San Francisco, após a saída de Raheem Mostert devido à lesão. Jogador recrutado na sexta rodada do Draft, pouco badalado, agora empolga a torcida e pode ser uma nova estrela na NFL. Vamos conhecer um pouco mais sobre Elijah Mitchell.


Carreira


Elijah Mitchell tem 23 anos e cresceu na cidade de Erath em Louisiana, onde também começou sua jornada como atleta no High School, jogando basquete e futebol americano. Recebeu enorme influência de sua família para seguir carreira no futebol americano, pois Elijah é primo de Bobby Mitchell, jogador que foi a 57ª escolha geral do Draft de 1997 e venceu o Super Bowl em 2002, com o New England Patriots. Elijah Mitchell atuou como running back e como wide receiver em seus tempos de ensino médio, onde teve anos de destaque e poderia ter ido para alguma universidade de maior projeção nacional, se não fosse uma lesão em seu último ano de high school, que fez o atleta ser classificado como um recruta duas estrelas.


Crédito: Austin McAfee/Icon Sportswire via Getty Images

Sem grandes ofertas, decidiu ficar em Louisiana para atuar no College, na universidade de Louisiana-Lafayette. Mitchell perdeu sete jogos de seu primeiro ano universitário devido à uma nova lesão, sua segunda na carreira e que colocaria sua disponibilidade em xeque para os recrutadores da NFL, ainda mais por ser um running back.


Foram quatro anos atuando no College, sendo que em seus dois últimos anos liderou a equipe em jardas e acumulou em seu período como jogador de Louisiana mais de 3 mil jardas terrestres, 41 touchdowns corridos, além de 49 recepções, 500 jardas aéreas recebidas e 5 touchdowns.


Pontos fortes


Steven King/Icon Sportswire via Getty Images

Em seus tempos de college, Elijah mostrou enorme atletismo, sendo um jogador bem dinâmico, podendo trabalhar correndo com a bola e recebendo passes. Seu porte físico não é dos mais avantajados, mas é um jogador baixo e muito ágil, que consegue explorar bloqueios, mas não consegue muitas jardas após contato. Uma de suas grandes virtudes é seu ritmo em corridas, apresentou enorme consistência correndo longas distâncias, sem perder o split nas jardas finais.


É um running back extremamente vertical, ou seja que pega sua raia e vai embora, mostrou isso diante do Detroit Lions. É uma peça que pode ser bem interessante para ser utilizada nas jardas finais do campo, onde foi muito bem explorado no college. Protege bem a bola. Sem dúvidas é um jogador que pode ser bem utilizado no sistema de Kyle Shanahan, porém foi um escolha questionada dos 49ers no draft, por não ser uma prioridade e possuir um histórico de lesão,mas hoje sua escolha parece bem justificada, enquanto a de Trey Surmon que também nem sempre foi bem vista, segue cada vez mais questionada.


Pontos negativos


É claro que Elijah não é um jogador perfeito, afinal se fosse não teria saído na sexta rodada do Draft, e aqui vale mencionar que todos os pontos negativos são referentes ao seu período de College e que podem ser aprimorados na NFL,


Além do histórico de lesão, Elijah não é um jogador de bloqueios, além de ser um jogador que dificilmente consegue quebrar tackles. Sua capacidade de improviso também é questionada, é um jogador que costuma seguir a chamada, à risca, sem fazer ajustes em sua rota, o que por vezes complica sua produtividade. Caso melhore sua leitura pode ser ainda melhor.


Vale lembrar que o jogador teve um bom início na NFL, mas estava enfrentando o Detroit Lions que tem uma defesa contra o jogo terrestre muito fraca, será interessante ver como se sai diante do Philadelphia Eagles que possui uma boa linha defensiva liderada por Fletcher Cox. Será um bom termômetro para ver o real nível do jogador. A cobertura completa deste jogo e de todos os outros, você acompanha aqui!

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png