• Artur Guimarães

Complicado... As piores escolhas dos times da AFC

Não há garantias quando se escolhe um prospecto no Draft da NFL, porém há formas de se tentar minimizar os riscos, através de extensos estudos sobre os jogadores em sua passagem pelo Futebol Americano Universitário, tanto do tape dos atletas em campo, como de sua conduta fora dele. Mesmo com todo esse material, algumas franquias decidem seguir sua paixão por alguns jogadores e apostar, e na maioria das vezes é desse tipo de escolhas que surgem os busts. Confira agora nossa lista com as piores escolhas de cada divisão da AFC.


AFC SOUTH

HOUSTON TEXANS – DAVIS MILLS (QB) – STANFORD 67ª escolha – 3ª rodada

Créditos: Jayne Kamin-Oncea – USA Today Sports

Já não bastasse ser um dos times com menos escolhas no Draft de 2021, o Houston Texans ainda fez seleções bem questionáveis com o pouco que tinham, e uma delas foi de cara com sua primeira escolha no draft, na terceira rodada, selecionando Davis Mills, quarterback de Stanford. Além de não ser a ser uma posição prioritária do time, Mills é um jogador com pouca experiência, dificuldades com ball placement e tem problemas de processar a continuação da jogada depois que a primeira leitura não está aberta. Pode acabar sendo um jogador que agregará pouco em um time cheio de necessidades.


AFC EAST

NEW YORK JETS – JAMIEN SHERWOOD (LB) – AUBURN 146ª escolha – 5ª rodada



Com toda certeza a AFC East foi a divisão mais difícil de achar uma escolha que pode ser considerada “ruim”, não é à toa que foi preciso procurar nas rodadas do dia 3 para achar alguma. E o escolhido foi Jamien Sherwood, LB de Auburn, selecionado pelo New York Jets na 146ª escolha, que é um jogador um pouco lento e com dificuldades de leituras de rotas, mas os fatores que trouxeram essa escolha para a lista é por ser uma posição de pouca necessidade para o time e segundo analistas da NFL, havia prospectos melhores na posição disponíveis no momento dá escolha dos Jets.


AFC WEST

LAS VEGAS RAIDERS – ALEX LEATHERWOOD (OT) – ALABAMA 17ª escolha – 1ª rodada


Crédito: Mark J. Rebilas/USA TODAY Sports

Tida como uma das piores escolhas do primeiro dia do Draft, a 17ª escolha que pertenceu ao Las Vegas Raiders, entra para essa lista por ser considerada como um reach, pois apesar de atender a uma necessidade do time, havia melhores prospectos disponíveis, porém acabaram selecionando Alex Leatherwood, OT de Alabama. O jogador apresenta falta de explosão, dificuldades de posicionar as mãos no defensor e problemas para finalizar as jogadas, de modo que precisará de um polimento maior antes de poder impactar o ataque do time, e no momento da escolha estavam disponíveis Christian Darrisaw, Teven Jenkins e Liam Eichenberg, prospectos considerados mais prontos e com mais talento.


AFC NORTH

PITTSBURGH STEELERS – NAJEE HARRIS (RB) – ALABAMA 24ª escolha – 1ª rodada


Fontes: https://auburnwire.usatoday.com/2021/02/24/watch-najee-harris-talks-about-jokingly-telling-alabama-fans-war-eagle/

Na 24ª escolha geral do Draft de 2021, o Pittsburgh Steelers selecionou Najee Harris, RB de Alabama, um bom prospecto dá posição, porém existem alguns argumentos que colocam a escolha em dúvida. O primeiro deles é a de selecionar RB na primeira rodada, posição que pode render bons frutos mesmo em escolhas tardias do Draft, e depois de perdas na linha ofensiva dos Steelers, era setor que poderia ter tido um endereçamento mais cedo, já que é mais fácil ter um jogo corrido com bom rendimento quando se uma boa linha ofensiva e um RB de uma rodada mais tarde, e o inverso se torna mais complicado, pois com uma linha ofensiva fraca, até o melhor running back disponível pode ter dificuldades em ganhar jardas.


Para você, algum outro nome deveria estar nessa lista?

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png