• Pedro Zaniol

Como o Patriots vai repor a saída de Josh McDaniels? E como isso afeta Mac Jones?

Na sua primeira vez como Head Coach no Denver Broncos, Josh McDaniels não teve sucesso e acabou demitido no meio de sua segunda temporada. Com a saída de Bill O’Brien, que virou Head Coach de Penn State, do Patriots, Josh voltou para seu antigo cargo de coordenador ofensivo, e ficou lá por mais 10 temporadas, até que o Raiders o contratou como seu novo Head Coach. Nessas 10 temporadas, ajudou o Patriots a ir para 4 Super Bowls e vencer 3 deles, ajudou Tom Brady a vencer seu 3º prêmio de MVP em 2017 e foi o responsável por fazer a transição do ataque com ele para Cam Newton, e depois para Mac Jones. McDaniels era uma peça muito importante para o Patriots, e era o principal tutor do maior bem da franquia, o quarterback Mac Jones. Sua saída fez a torcida de New England se perguntar, quem será o próximo coordenador ofensivo/tutor de Mac Jones?



Bom, Bill Belichick ainda não respondeu isso. Pelo menos não de uma maneira clara, porém, em entrevistas e com algumas contratações, o Treinador já parece dar algumas dicas. Vale destacar que Bill Belichick comanda tudo em New England, ele é o Head Coach e o General Manager, só responde para o dono da franquia, Robert Kraft, e Kraft dá carta branca para Bill, confia 100% nele e não interfere em suas decisões nunca. É Bill que dá a palavra final nas contratações de jogadores e treinadores da comissão técnica. E uma de suas características principais é que ele não gosta de rotular os cargos de sua comissão técnica, ele não está preocupado com o que você é, e sim com o que você faz. Desde a saída de Matt Patricia em 2018, para ser o treinador do Lions, o time não tem alguém no cargo de coordenador defensivo, essa pessoa existe na comissão de New England, mas não tem o rótulo. Em 2021, quem chamou as jogadas da defesa foi Steve Belichick, filho de Bill e oficialmente o treinador de outside linebackers do time.


nepatriotas.com.br

É exatamente isso que vai acontecer em 2022 no lado do ataque, não existira no corpo de treinadores alguém com o título de coordenador ofensivo, porém, uma pessoa será o responsável por chamar as jogadas de ataque, função exercida por McDaniels desde 2012. Como Mac Jones está apenas em sua segunda temporada na NFL, essa pessoa será muito importante para ditar como será a temporada do time em 2022. Com apenas um ano de experiência, Mac ainda está aprendendo a ler defesas da NFL, está aprendendo a fazer audibles (mudar a jogada passada na roda de jogadores com o time já alinhado para o snap), e ainda não consegue chamar jogadas para o ataque por conta própria por um longo período do jogo, por isso a pessoa que vai estar no ouvido de Jones é tão importante, a comunicação dos dois tem que ser muito boa e a confiança de um para o outro também.


Bill Belichick, sabendo de tamanha importância, não nomeou apenas 1 pessoa para ajudar o segundanista, e sim uma comitiva de peso. Matt Patricia e Joe Judge.


Sim torcedor, eu sei o que você deve estar pensando: “estamos ferrados, os dois foram péssimos head coaches no Lions e Giants, respectivamente, vão estragar a carreira do nosso quarterback”. E eu concordo com você, mas apenas na parte em que Judge e Patricia não foram bem como treinadores principais. Mas esse é o caso da grande maioria dos auxiliares de Belichick quando eles recebem uma oportunidade para serem Head Coach. Isso acontece pois em New England, Belichick faz muitas funções, e seus auxiliares acabam focando em apenas uma coisa. Quando chegam em outras franquias, eles sofrem com dois problemas, ou não estão preparados para assumir uma função tão ampla como a de Head Coach, ou acabam tentando imitar Belichick e assumem um controle muito grande. Porém, isso não significa que eles não saibam de futebol americano, apenas que não estavam prontos para aquela função naquele momento. Foi o caso do McDaniels, foi muito mal como treinador principal em Denver, mas nessas 10 temporadas como coordenador ofensivo, era considerado sempre como um dos melhores na função. Tanto que recebeu uma segunda oportunidade com o Raiders. É esse caso de sucesso que Bill, Joe e Matt vão tentar replicar em 2022. Judge trabalhou em New England de 2012 até 2019, quando foi para o Giants, e Patricia ficou ainda mais tempo, de 2004 até 2017. Bill Belichick confia muito nos dois, tanto que os recontratou, e por confiar muito neles são os dois que vão tutelar Mac Jones em sua segunda temporada.


giants.com

Outra coisa que Belichick gosta muito, é que seus assistentes, assim como ele, não sejam especialistas em apenas uma coisa sobre futebol americano. Eu sei que parece um pouco contraditório, mas Bill gosta de pessoas que saibam muito, trabalhando em uma função bem específica. Isso acontece porque o conhecimento amplo o ajuda a ser o melhor naquela única função. Um exemplo disso é o próprio Bill, quando trabalhava no Giants, ele era coordenador defensivo, mas ele não se limitava apenas a estudar os ataques adversários, ele estudava o ataque de maneira mais ampla, desde o high school e o college até a NFL, sempre procurando os próximos passos dos ataques na NFL, pois ele sempre queria estar a frente da competição. Além de estudar os ataques, ele fazia a mesma coisa com as defesas, para sempre saber o que outros times estavam fazendo, o que estava dando certo e como ele poderia implementar aquelas ideias na sua defesa em Nova York.


Como seus auxiliares sempre tem um conhecimento amplo, eles estão em constante mudança de posição, uma maneira também de reconhecer o trabalho deles, fazendo essas mudanças como se fossem promoções. É o que aconteceu com Judge e Patricia, Judge começou como assistente dos times especias, depois virou o coordenador dos times especias e, quando Chad O’Shea, que era o treinador de wide receivers, saiu do time para virar o coordenador ofensivo do Dolphins em 2019, Judge acumulou essas duas funções. Matt Patricia começou como assistente ofensivo, depois virou assistente da linha ofensiva, mudou de lado e virou o treinador de linebackers, depois de safeties e só aí virou coordenador defensivo. Joe foi contratado com o título oficial de assistente


ontheclock.com.br

Mac Jones perde um grande professor em McDaniels, mas ganha 3 em seu lugar. Sim, 3, além de Judge e Patrícia, Belichick também vai se envolver mais com o ataque. Ele sempre trabalhou com o ataque em New England, além de sempre conversar com McDaniels e os outros treinadores de ataque, ele faz uma reunião semanal com Mac Jones nas terças-feiras para falar sobre o ataque do time e sobre a defesa adversária. Porém, em 2022, ele deverá se envolver ainda mais, estando presencialmente em reuniões do ataque e ajudando nas chamadas de jogadas nos dias de jogo. É importante deixar claro que NÃO vai ser Belichick quem vai chamar as jogadas de ataque. Desde que virou Head Coach em New England ele nunca chamou as jogadas, seja de ataque ou de defesa, pois ele acredita que isso acaba tirando o foco dele das outras áreas do jogo enquanto ele está acontecendo, prejudicando uma de suas maiores qualidades, a de fazer ajustes durante o jogo.


A minha aposta de quem será a pessoa que vai chamar as jogadas para Mac Jones é Joe Judge, acredito que é ele quem vai assumir essa função que antes era de McDaniels, de ser o cara que cuida de todo dia a dia do quarterback Mac Jones, e quem vai comandar a maioria das reuniões do ataque. Por ser um cara experiente, que já foi Head Coach na NFL, trabalhou com o ataque em New England e ficou na comissão de Belichick por muitos anos, ele será o escolhido para ser o coordenador ofensivo do Patriots em 2022, mesmo que não receba esse título. E para o torcedor, você concorda que é isso que vai acontecer? Ou acredita que outra pessoa é quem vai assumir a função? E se você estava preocupado com o futuro do Mac Jones, está um pouco mais confiante depois de ler esse texto? Conte tudo para a gente aqui nos comentários.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png