• Vinicius Soares

Como foi o processo da seleção de Trey Lance?

O São Francisco 49ers saiu do Draft de 2021 da NFL com seu novo candidato a Franchise Quarterback, Trey Lance, prospecto da Universidade de North Dakota State. Um diamante bruto, o jovem entrou no radar da NFL após ter 29 touchdowns e nenhuma interceptação na temporada universitária de 2019, mas muito além de números, ele demostrou atributos físicos e qualidades intangíveis para ser um quarterback de sucesso no futebol americano profissional e acredito que nas mãos de Kyle Shanahan podemos ver ele se tornar um dos grandes jogadores da posição na Liga em um futuro próximo.


Desde o momento em que o front office dos Niners fechou um acordo com o Miami Dolphins para saltar da 12ª para a 3ª escolha geral do draft de 2021, a NFL e todos os fãs ao redor do mundo sabiam que a franquia estava atrás de um novo quarterback. Aliás, desde 1999, ano da aposentadoria de Steve Young, um dos passadores mais talentosos da história do Futebol Americano, hall of famer e passador titular no último título de Super Bowl de São Francisco, a organização busca um sucessor, Alex Smith, Colin Kapernick e Jimmy Garoppolo são os nomes com mais destaque entre os que estiveram under center na equipe, sendo que os dois últimos até conseguiram levar o time de volta ao Super Bowl, mas nenhum conseguiu ter o status de franchise quarterback .


Niners Noise

Então, sabendo disso, as especulações começaram a fervilhar nas redes sociais e veículos de notícias da internet, e rapidamente o nome de Mac Jones, prospecto de Alabama Crimson Tide ganhou força como favorito para ser o escolhido pela equipe no recrutamento. Quando os principais insiders da Liga como Ian Rapoport e Adam Schefter começaram a reportar que “ficariam surpresos se o time não selecionasse Jones” ou que “os Niners subiram no draft para garantir Mac Jones”, o boato começou a ganhar ares de verdade absolutos, gerando um misto de emoções e sentimentos na torcida dos Niners e nos fãs de NFL, mas a verdade é que a diretoria da organização jamais se manifestou sobre o assunto, tudo que eles disseram à época é que Jimmy Garoppolo era o quarterback do time e que ele ainda estava nos planos da equipe para 2021.


Com o draft se aproximando começaram a surgir novas teorias, apontando que poderia ser uma cortina de fumaça, ou outra que afirmava que o general manager John Lynch e o head coach Kyle Shanahan tinham opiniões divergentes quanto ao nome que deveria ser escolhido. O certo é que no dia 29 de abril ainda não sabíamos quem seria o jogador selecionado por São Francisco naquela noite. Após Trevor Lawrence ser o nome escolhido pelos Jaguars e Zach Wilson draftado pelos Jets, era a hora dos 49ers fazem sua seleção e ela ditaria os rumos das próximas escolhas do recrutamento, e eles foram de Trey Lance. Após todas essas especulações e histórias, o que de fato antecedeu o momento do anúncio da escolha de São Francisco por Roger Goodell?


Após o encerramento do 1º dia do draft finalmente a versão de como se deu o processo de avaliação e decisão da franquia foi revelado e é ele que vou contar para vocês aqui. Achei importante trazer esse tema, pois ainda vejo algumas pessoas dizendo que Kyle Shanahan não queria Trey Lance e sim Mac Jones, ou frases do tipo, então quero trazer luz a estes argumentos.


USA Today

Antes de qualquer coisa é preciso afirmar que o processo foi feito as escuras, tanto para o público, como nós percebemos, quanto para a própria organização. Shanahan e Lynch não queriam influenciar suas respectivas decisões sobre os nomes que eles estavam estudando, então eles não conversaram nenhuma palavra sobre os prospectos avaliados durante o período pré-draft. A única certeza que ambos tinham é que Trevor Lawrence seria o 1º quarterback escolhido – mas isso todo mundo que conhece NFL sabia (risos) – e que Zach Wilson seria o nome chamado na 2ª escolha – talvez pelas fortes ligações entre a comissão técnica do time e o novo treinador dos Jets, ex-coordenador defensivo dos Niners – e sabendo disso eles tinham como opções Justin Fields, Mac Jones e Trey Lance para estudar, avaliar e decidir quem deles era o seu cara para o futuro!


O estudo dos atletas incluiu sessões de análise de vídeo e fitas dos jogos, comparecimento a treinos presenciais, vídeo chamadas e verificações detalhadas dos passadores por relatórios. Todas estas instâncias do processo foram realizadas em conjunto, porém a única coisa que eles não fizeram foi discutir suas opiniões a partir disso até a semana em que aconteceu o draft. Na segunda-feira que antecedia ao recrutamento Kyle Shanahan olhou nos olhos de John Lynch e disse:


“Você está preparado para selecionar Trey?”

Lynch respondeu:


“Você está brincando comigo, isso é sério? Não brinque comigo”.

Ambos sentiam que estavam caminhando na mesma direção durante o processo de estudo, mas não havia nenhuma confirmação verbal sobre o assunto até a conversa descrita acima. Lynch ficou muito empolgado porque Lance era o quarterback que ele desejava há muito tempo, porém estava guardando para si a fim de preservar o processo de seleção sem poluí-lo. Depois dessa reunião eles informaram o dono da equipe, Jed York, sobre a decisão que haviam tomado e ele ficou igualmente empolgado.


AP News

Trey Lance é muito jovem, acabou de completar 21 anos, tem pouquíssimas partidas em sua carreira universitária e é o quarterback selecionado na 1ª rodada do recrutamento que menos tentou passes no College Football na era comum do draft, mas seu potencial pode ser o maior desta classe. Lynch revelou que sim, ele esteve interessado em Jones, assim como esteve em Fields, por isso ele foi até os treinamentos de ambos, os conheceu e estudou, mas as notícias de final de março e início de abril eram exageradas, porque elas tratavam um interesse como decisão.


Trey Lance é o nome que pode trazer uma nova era ao sistema de Shanahan, porque apesar de brilhante ele não é mais único, hoje os Rams de Sean McVay e os Packers de Matt LaFleur rodam sistemas derivados e bem sucedidos. Com seu novo quarterback o head coach poderá potencializar suas ideias e estabelecer novas vertentes ao sistema com a habilidade de corredor e passador do jogador, foi neste pensamento que o time se firmou para ir atrás de Lance.


As constantes lesões de Garoppolo foram o principal motivador dessa busca por um novo quarterback, afinal ele só conseguiu atuar os 16 jogos de uma temporada em uma das três oportunidades que teve. Além disso, os próximos 5 anos com Trey serão infinitamente mais baratos que uma renovação com Jimmy, e permitirão à equipe renovar tranquilamente com Fred Warner e Nick Bosa, por exemplo, e atacar reforços na free agency. O dono do time afirmou que “ele não enxerga mãos melhores para confiar um quarterback calouro do que as de Shanahan”, ou seja, o projeto está encaminhado em São Francisco e Lance tem uma chance de ouro de ser especial na NFL.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png