• Vinicius Kafka

Com recorde combinado de 2-12, Lions e Eagles duelam na semana 8

Neste domingo (31) o Detroit Lions (0-7) recebe o Philadelphia Eagles (2-5), e acredite estas duas equipes possuem muito em comum , além da campanha ruim em 2021. O confronto pode marcar a primeira vitória dos Lions na temporada.



Equipes semelhantes


Como já citado, as equipes possuem algumas semelhanças nesta temporada além da campanha negativa, veja a seguir:


Troca de quarterbacks: As duas equipes durante a offseason trocaram seus quarterbacks, enquanto Detroit teve de lidar com o pedido de saída de Matthew Stafford, os Eagles tiveram de dar um passo à frente e encerrar uma relação desgastada com Carson Wentz. Agora ambas as equipes buscam consolidação com seus novos QB 's, isso porque Jared Goff e Jalen Hurts estão com enorme oscilação, principalmente Goff.


Chris Szagola/AP

Head Coach novatos: Dan Campbell e Nick Sirianni entraram nesta temporada com a primeira oportunidade como head coach na NFL. Campbell chegou para dar uma nova energia e uma nova cultura em Detroit, enquanto Sirianni tem a missão de apaziguar os ânimos da equipe que teve temporadas turbulentas nos bastidores.


Reformulação: As duas equipes possuem duas escolhas garantidas de primeira rodada no próximo Draft, é o primeiro passo para reformulação. E neste momento há grandes de ambos terem escolhas dentro do top 10 do Draft.


Defesas: Os Lions possuem a 28ª melhor defesa da NFL, enquanto os Eagles estão em 27º, números muito próximos.


Não é um dos jogos mais atrativos do fim de semana, mas podem acreditar que o jogo deve ser bem disputado. Os Eagles possuem problemas no ataque, muito por conta de sua linha ofensiva,e a defesa dos Lions vem melhorando nas trincheiras. E é justamente nas trincheiras que o jogo pode ser decidido.


Tanto Goff quanto Hurts estão errando quando pressionados e podemos esperar duas equipes agressivas com blitz. Para conseguir proteger seu ataque, os times devem apostar suas fichas no jogo terrestre e nesse sentido os Lions podem levar vantagem, afinal a franquia da Philadelphia em alguns jogos tem abdicado do jogo corrido o que tem gerado enorme revolta da torcida vcp, Nick Sirianni.


É hora de Detroit vencer


Junfu Han/Detroit Free Press

Os Lions ainda não venceram nesta temporada, porém a equipe conseguiu ser competitiva em seis dos sete jogos disputados e todos os jogos foram contra equipes que mira os playoffs. A equipe enfrentou: 49ers, Packers, Vikings, Bears, Ravens, Bengals e Rams, somente diante dos Bengals que a equipe não conseguiu ser competitiva, nos demais a equipe em algum momento liderou o placar e teve a chance de vencer o jogo no último quarto.


Diante disso, podemos afirmar que os Eagles é o adversário mais fraco dos Lions nesta temporada e por isso sonhar com uma vitória não é um absurdo. Na realidade se os Lions perderem este jogo, será extremamente frustrante, afinal a temporada até aqui tem sido assim. A equipe é aguerrida e sempre consegue fazer o jogo difícil, mas na hora de vencer não conseguem.


O jogo deve ser encarado como uma final para a franquia de Detroit.


Eagles precisam ter disciplina


John Minchillo/AP

Nick Sirianni está muito pressionado no cargo de head coach, mesmo sendo seu primeiro ano, isso deve-se por três fatores. O primeiro é a disciplina da equipe, para ter uma ideia, a franquia é a que mais comete faltas na NFL e é impossível chegar nos playoffs com tanta indisciplina, algumas infrações custam tão caro quanto turnovers. Só de faltas defensivas foram 52, além de dar aos adversário 509 jardas, neste ritmo a equipe pode chegar em mil jardas cedidas por faltas.


Os outros dois fatores colocam o treinador como um dos mais contestados da liga: decisões questionáveis principalmente nas chamadas ofensivas e o fato da torcida dos Eagles ser uma das mais exigentes da NFL.


Palpite: vitória dos Lions por um Field Goal. A franquia foi melhor testada e mostrou mais consistência, apesar de não ter vencido ainda.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png