• Aloisio Junior

Com novo recorde de Brady, Bucs vencem Bills na prorrogação

A coleção de recordes do GOAT não acaba! Ainda no segundo quarto, em um lindo passe para Mike Evans, Tom Brady quebrou o recorde de passes completos na história da NFL que era de Drew Brees. Para completar a festa, o passe para touchdown que assegurou a vitória na prorrogação foi o 700º na sua carreira, incrível marca que também lidera a história da liga.



O jogo começou com total domínio de Tampa que, antes do intervalo, chegou a abrir 24 a 3 no placar. Com tudo funcionando perfeitamente, parecia que nada estaria no caminho de mais uma vitória dos Bucs, mas Josh Allen tinha outros planos. A ótima atuação do quarterback no segundo tempo levou o jogo para a prorrogação onde Buffalo acabou, apesar dos esforços, derrotado.


A quarta vitória consecutiva de Tampa Bay mantém o time na briga pela folga na primeira semana dos playoffs. Atualmente, estão na terceira posição da NFC, empatados com os Packers e atrás somente dos Cardinals.


Por outro lado, com a segunda derrota seguida, os Bills correm o risco de ficarem de fora da pós-temporada. Hoje, o time tem a última vaga de wild card por critérios de desempate, já que está com o mesmo número de vitórias de três times que ficariam de fora.


Ataque rápido e devastador


O duelo entre o ataque de Tampa e a defesa de Buffalo era muito antecipado devido, principalmente, ao ótimo confronto entre o corpo de recebedores e a secundária. Antes da partida, ambas estavam estatisticamente ranqueadas na primeira posição da liga. Contudo, com exceção de um punt forçado na primeira campanha, o ataque comandado por Brady atropelou os adversários no primeiro tempo.


Desde o começo da partida, Byron Leftwich, coordenador ofensivo dos Bucs, percebeu que a melhor estratégia a seguir seria fazer um ataque mais acelerado, forçando a defesa adversária a se alinhar rapidamente. Com Brady como quarterback, era possível confiar que o time sempre teria a jogada correta contra a cobertura mostrada, já que o veterano tem toda a liberdade de mudar as jogadas na linha de scrimmage.


Apesar da maior parte dos avanços virem em lançamentos de Brady, o primeiro touchdown do jogo veio de uma corrida de 47 jardas de Leonard Fournette. Os bloqueios nessa jogada foram primorosos: veja como Gronkowski (#87) domina o defensor enquanto que os dois guards abrem um corredor para o running back. Além disso, Donovan Smith (#76) ainda derruba o safety no terceiro nível da defesa para ajudar Fournette a entrar na endzone. Com uma linha ofensiva dessas, Tampa pode correr como bem entende.



No jogo aéreo, como de costume, Chris Godwin liderou a equipe em jardas recebidas: foram 105 jardas em 10 recepções. Mesmo faltando mais quatro partidas, o wide receiver já quebrou a marca de 1000 jardas recebidas na temporada, feito que havia realizado somente mais uma vez na carreira. Outro destaque foi Mike Evans que, além de receber o passe do recorde de Brady, teve mais cinco recepções para 91 jardas e um lindo touchdown.



Com todo esse arsenal ofensivo, Tampa abriu 24 a 3 no placar antes de entrar para os vestiários no intervalo. O domínio era imenso e o jogo parecia já estar resolvido.


Defesa avassaladora


Enquanto o ataque pontuava campanha após campanha, a defesa fazia a sua parte parando os Bills sempre que tinham a oportunidade. As sete primeiras tentativas de conversão de terceira descida dos visitantes foram fracassadas, devolvendo a bola para as mãos de Tom Brady.


A tática de Todd Bowles, coordenador defensivo dos Bucs, foi pressionar Josh Allen com frequência, enviando blitzes, mais do que cinco jogadores atrás do QB adversário, ou ilusão de blitz. As ilusões costumam ser quatro jogadores atrás do quarterback, mas com participação de membros da secundária, ou seja, apesar de parecer blitz, a defesa ainda tem sete jogadores na cobertura.


Todas essas variações exigiram bastante da linha ofensiva que não deu conta do recado. As falhas de comunicação criaram corredores para que os defensores pudessem atacar Josh Allen. Somente na primeira metade do jogo, foram 4 sacks e inúmeras pressões que os Bills não tinham resposta.


Josh Allen comanda a recuperação


Tudo mudou quando, na segunda campanha do terceiro quarto, Devin Singletary conquistou 29 jardas na sua primeira corrida do jogo. Sim, você leu corretamente: a primeira corrida do running back titular dos Bills aconteceu no terceiro quarto! Singletary terminou o jogo com apenas quatro corridas, mas o ataque dos visitantes encontrou respostas para a defesa com o jogo terrestre usando Josh Allen.


O jovem quarterback terminou a partida com 109 jardas terrestres em 12 tentativas, média de 9 jardas por corrida, incluindo o primeiro touchdown do ataque. Claro que, com muitas carregadas, Josh Allen corria mais riscos de se contundir, o que aconteceu no último quarto. Apesar de machucado, Allen mostrou força e se manteve em campo para carregar o time à prorrogação.



Josh Allen também foi crucial na sua função mais tradicional: foram 36 passes completados de 54 tentativas para 308 jardas, 2 TD’s e 1 interceptação. Não houve nenhum grande destaque entre os recebedores, mas três deles, Stefon Diggs, Cole Beasley e Dawson Knox, tiveram 60 jardas ou mais. Distribuindo a bola, Buffalo conseguiu tirar a vantagem de 21 pontos e levar a partida para a prorrogação empatados em 27 a 27.


Tudo sob controle


O primeiro time a receber a bola na prorrogação foi Buffalo, porém a avalanche das últimas campanhas não foi levada para o tempo extra. A defesa de Tampa conseguiu conter os visitantes, que foram forçados a devolver a bola após apenas três jogadas.


Agora, apesar do apagão no segundo tempo, Tom Brady mostrou que tudo está bem quando ele está no comando. Com a bola na mão, o veterano não decepcionou a torcida que estava no Raymond James Stadium e levou o time à vitória. Em uma terceira para 3, com tempo no pocket, Brady encontrou Perriman cruzando o campo contra marcação individual para uma recepção de 58 jardas para encerrar a partida e assegurar a quarta vitória consecutiva.



Recordes de Brady


Tom Brady terminou o jogo com 31 passes completos de suas 46 tentativas para 363 jardas e 2 touchdowns, ótimas estatísticas, mas o que será lembrado é o mais novo recorde do veterano. Brady precisava de 18 passes para quebrar a marca de passes completos na história da NFL que pertencia a Drew Brees. O passe do recorde foi um lindo lançamento para Mike Evans na lateral do campo, vencendo a blitz e colocando o time na beira da endzone.



Tom Brady também detém, dentre outros, os recordes de jardas lançadas, vitórias e títulos do Super Bowl na carreira. Falando em recordes, o touchdown da vitória foi o 700º na sua carreira, estendendo ainda mais a marca.


Próximos confrontos


Na próxima semana, os Bucs (10-3) recebem os Saints (6-7) para garantir uma vaga aos playoffs com a conquista da divisão, assim como continuar na briga pela primeira posição na NFC.


Por outro lado, os Bills (7-6) recebem os Panthers (5-8) em um jogo crucial para as pretensões de pós-temporada da equipe. Perder não é mais uma opção para Buffalo.


BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png