• Aloisio Junior

Com emoção até o fim, Raiders derrubam Cowboys na prorrogação

A partida teve de tudo um pouco: atuação espetacular dos dois quarterbacks, touchdown de retorno de kickoff, marcações questionáveis da arbitragem e decisão na prorrogação. No final das contas, Las Vegas conseguiu vencer Dallas em um jogo que deve ser lembrado por um bom tempo devido às polêmicas e reviravoltas.



Com a vitória, os Raiders quebram uma sequência de três derrotas consecutivas e se mantêm na briga por uma vaga nos playoffs. Embora o resultado tenha sido positivo, os torcedores têm muitos motivos para ficar preocupados com Darren Waller, que saiu contundido durante a partida.


Dallas, porém, já está com o sinal de alerta ligado: foram três derrotas nas últimas quatro partidas. As pretensões de uma semana de folga nos playoffs foram para o espaço e, agora, o time deve estar olhando para o retrovisor com o crescimento dos Eagles no campeonato.


Com o pé embaixo


Las Vegas começou a partida mostrando muita agressividade e foi logo recompensado. Apenas na terceira jogada do ataque, Derek Carr já estava atacando a defesa de Dallas em profundidade. Com uma linda recepção, Desean Jackson ganhou na velocidade do defensor e entrou na endzone para inaugurar o placar.



Derek Carr carregou o piano nas costas em um jogo que a franquia precisava vencer desesperadamente. Ele terminou a partida com 373 jardas lançadas para 1 touchdown e QB rating de 101,8, mesmo sem a presença de um dos seus principais alvos durante mais da metade do jogo.


O quarterback foi agressivo durante boa parte da partida e como resultado ajudou o ataque a ter grandes avanços em campo. A média de 9,8 jardas de distância percorrida no ar pelos seus arremessos mostra como Carr estava tentando criar jogadas explosivas. Apesar de ter completado apenas 30% de seus 7 passes para mais de 20 jardas, esses lançamentos profundos forçaram 2 interferências no passe, incluindo uma decisiva na prorrogação.


Darren Waller saiu do jogo com uma contusão no joelho ainda no segundo quarto. Ainda não se sabe exatamente a gravidade da lesão, mas, se for ausência por mais tempo, fará muita falta. Sem Waller, o principal recebedor de Las Vegas foi Hunter Renfrow. O ágil recebedor acumulou 8 recepções para 134 jardas, liderando a equipe.


Dallas se mantém no jogo


Apesar do forte começo dos Raiders, os donos da casa conseguiram se manter na partida mesmo sem muita inspiração. Nas cinco primeiras campanhas de Dallas, o time teve três punts e um field goal perdido enquanto os visitantes abriram vantagem. Na metade do segundo quarto, Las Vegas liderava por 17 a 6, uma posição desconfortável para os Cowboys.


Dependendo de uma jogada explosiva para avançar em campo, Dak Prescott encontrou Cedric Wilson no final do primeiro tempo para colocar um pouco de ritmo no ataque. Essa jogada preparou o terreno para o touchdown de Ezekiel Elliott antes do intervalo que diminuiu a diferença para 17 a 13.



Com a ausência de CeeDee Lamb e Amari Cooper, Cedric Wilson foi um dos destaques do jogo. O wide receiver teve 7 recepções para 104 jardas, somente a sua segunda partida com mais de 100 jardas na carreira.


Toma lá, dá cá


A segunda metade do confronto foi mais equilibrada, embora Las Vegas tenha se mantido na frente do placar o tempo inteiro. Os Raiders foram os primeiros a pontuar no retorno do intervalo com um touchdown terrestre de Marcus Mariota. O veterano quarterback entrou somente para colocar a bola na endzone e aumentar a vantagem para os visitantes.





A resposta de Dallas foi imediata! No kickoff após o touchdown, Tony Pollard manteve a emoção da partida com um retorno para 100 jardas e mais seis pontos no placar.





Dak Prescott decisivo


O jogo se manteve com os times trocando pontuações até o último quarto. Faltando cerca de quatro minutos para o fim do confronto, Las Vegas liderava por 30 a 22 e o cronômetro passou a ser amigo dos Raiders. São em momentos como estes que ter um franchise quarterback competente faz toda a diferença.


Nesses instantes finais, Dak Prescott levou o time para a prorrogação com lindos lançamentos. Para garantir o primeiro empate, o quarterback encontrou o tight end Dalton Schultz no meio do campo para bater três defensores, mostrando antecipação e incrível precisão. Antes desse arremesso, ele já havia encontrado Michael Gallup na lateral para colocar a equipe em condições de entrar na endzone.



Dentro dos dois últimos minutos, Las Vegas responderia com um field goal, colocando os Cowboys novamente atrás no placar, porém deixaram 1:52 no cronômetro. Esse tempo foi mais do que suficiente para Dallas chegar ao campo de ataque e forçar a prorrogação com Greg Zuerlein.


Dak Prescott teve 375 jardas lançadas para 2 TD’s e 0 interceptações. O seu principal recebedor foi Michael Gallup com 106 jardas em 5 recepções.


Prorrogação


Com a partida empatada em 33 pontos, o jogo foi para o tempo extra. O primeiro time a receber a bola foi Dallas, mas foram forçados a fazer um punt após somente três jogadas.


Com a bola nas mãos, Las Vegas tinha a oportunidade de vencer o jogo. Já na segunda jogada da campanha, Josh Jacobs conquistou 21 jardas correndo no miolo da defesa e colocando os Raiders no meio do campo, muito próximo da zona de field goal, mas não seria sem drama.


Duas jogadas depois, o novato Micah Parsons, defensor de Dallas que teve um excelente jogo, fez o seu 9º sack na temporada, colocando os Raiders em um conversão de terceira para 18 jardas.


Na jogada seguinte, Derek Carr tenta um passe em profundidade para Zay Jones que força a quarta interferência no passe do CB Anthony Brown na partida. Antes desse jogo, ele não havia cometido nenhuma falta do tipo, mas os seus erros foram cruciais para a derrota.


Agora, dentro da zona de field goal, Daniel Carlson converteu o seu quinto chute no jogo. A tentativa bem-sucedida de 29 jardas garantiu a vitória por 36 a 33 para os Raiders em uma partida memorável.


Daniel Carlson comemora o field goal que venceu o jogo (Getty Images)

Arbitragem roubou a cena


Não poderia escrever sobre esse jogo sem comentar sobre a atuação da arbitragem. Durante a partida, as zebras marcaram 28 faltas (14 para cada lado) que somaram 276 jardas de penalização no total. Não há nada de errado em jogar a flag inúmeras vezes, mas várias marcações foram muito questionáveis.


Próximos confrontos


Na próxima semana, os Cowboys (7-4) visitam os Saints (5-6) em busca da recuperação. Com duas derrotas nos últimos confrontos, a distância para os Eagles caiu e Dallas não tem mais tempo a perder.


Os Raiders (6-5) recebem Washington (4-6) em Las Vegas. Com uma tabela ingrata até o final da temporada, a franquia vai ter que capitalizar nesses confrontos teoricamente mais fáceis.


BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png