• Mateus Bertuol

Com chute de Cairo Santos, Bears vencem Lions por 16 a 14

Em jogo de reviravoltas, o Chicago Bears conseguiu vencer o rival Detroit Lions por 16 a 14 no primeiro jogo da quinta-feira de Ação de Graças. A vitória foi a quarta da franquia na temporada e encerrou um jejum de 5 jogos.



Jogo das defesas


Quando vemos o placar final, já é possível prever que os ataques não tiveram vida fácil durante o jogo. No lado dos Bears, a unidade defensiva foi importantíssima pressionando Jared Goff e forçando fumble no QB, e também na hora de manter o adversário em situações difíceis de avançar no território.


Robert Quinn conseguiu mais um sack na temporada e juntamente um forçou o fumble em cima de Jared Goff. A linha defensiva de Chicago teve mais um bom jogo e conseguiu desempenhar bem mesmo com desfalques.


No lado dos Lions, mesmo com o resultado ruim, a unidade defensiva do time conseguiu uma boa atuação. A linha defensiva estava fragilizada e a pressão no QB não foi muito grande, mas a secundária surpreendeu. Com boas coberturas, Amani Oruwariye garantiu uma interceptação em cima de Andy Dalton.



Contudo, na parte final do confronto, quando Chicago estava queimando relógio para chutar o field goal que daria a vitória, algumas chamadas do coordenador defensivo Aaron Glenn foram questionáveis e o controle de relógio da franquia também não foi dos melhores, assim facilitando o avanço dos Bears no campo.


Ataques um tanto quanto apagados


Já no lado de ataque, Chicago conseguiu aproveitar as oportunidades e mesmo sendo interceptado, Andy Dalton fez um bom jogo, completando 24/39 passes para 317 jardas, 1 TD e 1 INT. Dalton conseguiu distribuir bem a bola e fez com que seus recebedores também terminassem com boas estatísticas.


Darnell Mooney foi o melhor da posição, terminando com 5 recepções para 123 jardas e outro destaque foi o veterano Jimmy Graham, que recebeu o único TD da equipe na partida.



O jogo terrestre não teve muito destaque, mas foi importante no final da partida. David Montgomery finalizou com 17 tentativas para 46 jardas e foi o melhor RB do time no jogo.


O jogo terrestre de Detroit foi bem mais eficiente. D’Andre Swift, que vinha de um jogo bom, teve de deixar o duelo com um problema no ombro, então Jamaal Williams assumiu a responsabilidade de carregar a bola. Williams finalizou o jogo com 15 carregadas para 65 jardas, além de 5 recepções para 18 jardas.


Porém, mesmo com a volta de Jared Goff este ataque não foi bem no jogo. A primeira campanha foi muito boa, terminando com o belo touchdown de Josh Reynolds, mas a equipe não conseguiu repetir a produtividade no restante do jogo.



A linha ofensiva tem seus problemas, mas Goff tem sérias dificuldades em manter a bola sobre controle, e isso ficou claro em mais um fumble sofrido pelo quarterback. Além disso, o ataque fez muitas faltas, o que dificultou o avanço de território e colocou o time em posições muito difíceis de converter a primeira descida. Contudo, passando a bola Jared Goff não teve uma partida ruim e completou 21/25 para 171 jardas e 2 TDs.


Após o touchdown em um belo passe na primeira campanha, os Lions conseguiram entrar na end zone pela segunda vez apenas após o intervalo, em um TD recebido pelo tight end T.J. Hockenson.


Special Teams decidiu


Mesmo errando um field goal de 53 jardas no início da segunda etapa, Cairo Santos teve um ótimo jogo e foi o maior pontuador dos Bears, deixando 10 pontos ao todo no placar. Para coroar a boa partida, o brasileiro teve a oportunidade de dar a vitória a Chicago com um chute no estouro do relógio, e ele não desperdiçou.



Cairo perdeu apenas 3 chutes nessa temporada e está fazendo o special teams dos Bears ser bem sólido nesse ano, com um aproveitamento de 86,7% de conversão dos chutes.


No lado de fora dos gramados, a tensão quanto a permanência, ou não, do head coach Matt Nagy deve estar forte em Chicago. Durante a semana, alguns rumores sobre uma possível demissão do treinador após esse jogo vieram à tona, mas a vitória, mesmo de um jeito bem sofrido, ameniza um pouco a situação de Nagy no comando do time.


Após a quinta derrota seguida no Thanksgiving, os Lions se preparam para encarar os Vikings no próximo domingo (05/12), enquanto os Bears recebem os Cardinals no Soldier Field.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png