• Rodrigo Menezes

Chiefs enfrentará algumas das melhores defesas da NFL

Chegar ao topo é fácil, difícil é permanecer lá! Essa expressão combina muito com a NFL, já que o calendário de cada time é elaborado baseado na classificação das equipes no ano anterior. Quando um time é campeão de divisão, ele vai enfrentar os vencedores das demais divisões da conferência onde o time se encontra, garantindo jogos duros e difíceis para essas franquias. Com isso, a liga permite a chance de rotatividade dos times classificados e complica a construção de longas hegemonias.


Mas nem sempre esse objetivo é alcançado. Os Chiefs ganharam a AFC Oeste nas últimas 5 temporadas, e são favoritos para ganhar novamente em 2021. Além disso, Kansas esteve presente nas últimas 3 finais de conferência, tendo conquistado a vaga no Super Bowl nas últimas duas temporadas. Ao que tudo indica, a AFC saiu de uma hegemonia de New England para entrar na era Kansas City Chiefs.


Chiefs são os atuais bicampeões da AFC (Jeff Roberson – AP Photo)

Apesar do favoritismo em manter a hegemonia tanto na divisão como na conferência, 2021 será um ano com grandes desafios para Kansas graças a um detalhe interessante do seu calendário. Dos 17 confrontos que a equipe fará, 6 serão contra equipes que figuraram entre as 10 melhores defesas da temporada anterior e tem potencial para permanecerem nesse ranking.


A lista é encabeçada por Washington, a segunda melhor defesa da temporada 2020, que jogará contra o Chiefs na semana 6. Liderados pelo jovem e talentoso Chase Young, a equipe da capital norte-americana vem com a mesma base e força para essa temporada.


Chase Young será desafio para Mahomes na semana 6 (Justin Berl – Associated Press)

Na sequência da lista, temos Steelers (3º) e Ravens (7º), duas equipes que tiveram algumas perdas importantes, como Bud Dupree no caso de Pittsburgh, e Matt Judon e Yannick Ngakoue em Baltimore. Apesar dessas perdas, ainda há bons talentos, como TJ Watt e Minkah Fitzpatrick (Steelers), e Calais Campbell e Marlon Humphrey (Ravens), que permite que essas defesas possam ter mais uma excelente temporada em 2021.


Packers e Chargers encerram a lista de defesas top 10 no caminho dos Chiefs. O time de GB, adversário na semana 9, tem a dupla de LBs que comandam a defesa, Preston e Za’Darius Smith, além de ter draftado o promissor CB Eric Stokes. É uma defesa que promete ser melhor que em 2020, assim como a dos Chargers, que tem muito talento e na temporada anterior pareceu ser mal treinada e preparada pela comissão técnica do Anthony Lynn. A chegada de Asante Samuel Jr. melhora consideravelmente a secundária de LA, e com Brandon Staley, que foi coordenador defensivo do Rams (melhor defesa de 2020) a tendência é de um crescimento muito grande.


Além desses times, há outras defesas que merecem bastante respeito e que devem ter um rendimento muito melhor que em 2020. Começo falando sobre a defesa do Broncos, que enfrenta os Chiefs duas vezes por temporada. Com Von Miller de volta de lesão fazendo dupla com Bradley Chubb, o pass rush de Denver tem tudo para ser muito bom. Na secundária dos Broncos, a chegada de Ronald Darby, Kyle Fuller e Patrick Surtain elevam muito o nível dessa defesa, que ainda conta com uma das melhores duplas de safeties da liga: Justin Simmons e Kareem Jackson. Essa defesa tem tudo para ser melhor do que em 2020 e merece muito estudo por parte de Kansas.


Proteger seu QB da dupla Miller-Chubb vai ser um desafio para a OL dos Chiefs (Ron Chenoy – USA TODAY Sports)

Outras defesas que melhoraram em relação à temporada passada são as dos Browns, dos Cowboys e dos Giants. Em Cleveland, as chegadas de Jadeveon Clowney (edge) e Jonh Johnson (safety) no free agency e Greg Newsome II (cornerback) no draft aumentará a qualidade de uma defesa que teve certas dificuldades em 2020 quando enfrentava bons ataques. E em Dallas, as escolhas de Micah Parson (linebacker) e Kelvin Joseph (cornerbacks) foram muito comemoradas pelos torcedores, que acreditam que essas peças irão fazer a defesa dos Cowboys ser mais temida. Já NY manteve Leonard Williams (defensive line), um dos responsáveis por colocar essa defesa como a 12ª de 2020, e ainda trouxe Adoree Jackson (cornerback) para melhorar sua secundária. São três times que podem trazer grandes dificuldades para os Chiefs.


Antes de encerrar esta análise, tenho que falar dos Bills. Com a 14ª melhor defesa de 2020, Buffalo tem nomes para ter um rendimento melhor do que teve, e ainda usou suas duas primeiras escolhas para trazer dois novos defensive ends: Greg Rousseau e Boogie Basham. Buffalo foi considerado em 2020 como o grande adversário dos Chiefs, e chegaram até a final de conferência, onde acabaram decepcionando muita gente. Porém, esse time volta reforçado tanto no ataque como na defesa para tentar dessa vez jogar de igual para igual com Kansas.


Chiefs e Bills fizeram o jogo que decidiu o representante da AFC no último Super Bowl (Adrian Kraus – AP Photo)

É óbvio que esse ataque dos Chiefs é talentosíssimo. Patrick Mahomes é o melhor quarterback da liga e consegue jogadas incríveis mesmo quando muito pressionado. Quem já esqueceu do passe que ele deu caindo no chão no último Super Bowl não é fã de verdade desse esporte. Além dele, ainda tem Travis Kelce, um tight end que pavimenta um caminho brilhante rumo ao Hall of Fame, e Tyrek Hill, que tem uma capacidade de improvisação que combina muito com o jogo do Mahomes. Um ataque forte como esse tem totais condições de enfrentar as melhores defesas e ganhar. Mas a caminhada dos Chiefs nessa temporada será mais complicada do que eles encontraram em outros anos. Quem ganha com isso somos nós, que vamos assistir grandes jogos quando Kansas estiver em campo.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png