• Rodrigo Menezes

Chiefs e Browns se enfrentam no jogo mais esperado da rodada

A temporada 2021 finalmente começará para Kansas City Chiefs e Cleveland Browns. E o pontapé inicial de ambas promete ser um confronto muito disputado e equilibrado. Apontadas como as favoritas ao título da AFC, junto com o Buffalo Bills, essas equipes farão um confronto que pode ser uma prévia do que veremos no dia 29 de janeiro de 2022, na final de conferência. E aqui vamos apontar o que esperar dessas equipes nesse primeiro confronto.



O desafio de Cleveland é complicado. A última vez que a equipe venceu um jogo de abertura foi em 2004, contra os Ravens. E o desafio inicial é contra um time que vem tendo vantagem sobre os Browns nos últimos 4 confrontos. A última derrota dos Chiefs para Cleveland aconteceu na segunda rodada de 2012, há exatos nove anos. Será que esses tabus serão quebrados?


Jogo corrido dos Chiefs precisa ser mais consistente


O Kansas City Chiefs entrará em campo com uma grande responsabilidade. Após perder o último Super Bowl, alguns problemas da equipe ficaram expostos, entre eles o jogo corrido irregular e a linha ofensiva que não soube suprir a ausência de Eric Fisher. Durante a offseason, essas foram as principais áreas que a equipe foi reforçada. Na OL, vieram Joe Thuney, Austin Blythe e Orlando Brown. Para o jogo terrestre, Jerick McKinnon chega para ajudar Clyde Edwards-Hilaire nesse ataque. E sobre o segundanista é que a cobrança é maior. Com um começo bom em 2020, o RB foi perdendo rendimento durante a temporada, muito em conta por problemas físicos, e não esteve em condições de ajudar. Com um pass rush muito forte do lado adversário, Kansas não poderá apostar tanto na habilidade incrível de Mahomes de prolongar jogadas e fazer mágicas. Edwards-Hilaire terá que aparecer para o jogo, tanto correndo como ajudando em bloqueios para proteger o QB.


Edwards-Helaire terá papel fundamental de facilitar o jogo para o ataque dos Chiefs. (Keith Birmingham – Getty Images)

Trio de ataque de Kansas segue sendo o pilar desse time


É óbvio que Mahomes vai procurar muito Travis Kelce e Tyreek Hill. E ainda assim é difícil conseguir neutralizar totalmente esse trio. Até hoje poucos times conseguiram, e isso se deve a dois fatores: habilidade de Patrick Mahomes fazer literalmente mágica, e a inteligência de jogo que tanto Kelce como Hill demonstram. Não adianta seu QB sair do pocket para ganhar tempo, é preciso que os recebedores saibam improvisar e entender o que ele está pensando. E poucos ataques têm uma sintonia como esses três. A defesa dos Browns terá que fazer uma partida quase perfeita para conseguir parar esse trio, de onde reside a grande esperança dos Chiefs para essa partida.



Mahomes (15), Kelce (87) e Hill (10) representam o pilar desse ataque. Quando jogam bem, Kansas é quase imparável. (Disponível em www.chiefswire.usatoday.com)

Defesa dos Browns é mais forte que 2020


Um dos pontos fracos da equipe na temporada passada, a defesa dos Browns não é mais a baba que foi em diversos momentos. A prioridade do GM Andrew Berry durante a offseason foi reforçar essa unidade, e peças como Jadeveon Clowney, Malik Jackson, Troy Hill e John Johnson chegaram para mudar a equipe de patamar. Enquanto Clowney e Jackson chegam para ajudarem Myles Garrett na função de pressionar os QBs, Hill e Johnson são boas aquisições para a secundária dos Browns, que em diversos momentos ficou abaixo do esperado em 2020. Em especial, John Johnson é um jogador que sozinho já eleva o nível da defesa. Um dos melhores da posição na liga, o safety chega com grandes expectativas de ajudar Cleveland a ganhar os jogos mais difíceis de seu calendário. Se defesas ganham campeonatos, a qualidade dos jogadores dos Browns os coloca como um dos grandes favoritos a estarem no próximo Super Bowl. Os Chiefs que se cuidem!



John Johnson é a principal aquisição da defesa dos Browns. O safety é apontado como um dos melhores da NFL. (Jeff Lange – Imagn Content Services)

A volta de OBJ


Não são só as novas peças da defesa que terão atenção nessa primeira partida dos Browns. Voltando de lesão, Odell Beckham Jr. é uma das atrações dessa partida. Mas ao contrário da defesa, OBJ traz um grande ar de dúvidas. Ele vai ser o jogador decisivo que se espera dele, ou ficará a sombra do jogo corrido e de Jarvis Landry, responsáveis junto com Baker Mayfield por colocar Cleveland nos playoffs depois de muitos anos de ausência. Apesar do nível do adversário, a defesa dos Chiefs não é necessariamente uma das melhores da liga, e será um excelente termômetro para vermos como OBJ realmente está. Há certa descrença de que ele vai conseguir ser aquele jogador promissor dos tempos de Giants, mas ainda assim há torcedores esperando que ele ajude a equipe a vencer jogos.



Odell Beckham Jr. está sob forte pressão para mostrar um bom nível de jogo em Cleveland. (Jason Miller – Getty Images)

Injury Report


Browns: Odell Beckham Jr (WR, joelho), Jadeveon Clowney (DE, doença), Grant Delpit (S, posterior da coxa) e Ronnie Harrinson Jr. (S, tornozelo) estão listados como Questionable, mas devem jogar. Já Michael Dunn (G, costas) está fora do confronto


Chiefs: Frank Clark (DE, posterior da coxa) e Derrick Nnadi (DT, costela) estão como Questionable, mas provavelmente jogarão. A única ausência será Austin Blythe (OL, abdômen).


Palpite


Será um jogo muito equilibrado e com muitos pontos. O ataque dos Chiefs é um pouco superior ao de Cleveland, muito pelo fator Mahomes, mas a defesa dos Browns compensa essa vantagem. Como o jogo é em Kansas, acredito que o fator casa será o diferencial nessa balança, e por isso aposto na vitória dos Chiefs. Mas fica um alerta: esse jogo tem cheiro de ter contornos parecidos com o que vimos no Super Bowl, e o ataque dos Chiefs não poderá cometer os mesmos erros cometidos naquele confronto. Vai ser um jogo imperdível, na minha opinião o melhor dessa primeira rodada.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png