• Rodrigo Menezes

Chiefs e Broncos abrem a rodada 18 em duelo que promete pouca empolgação

Já tem alguns anos que a NFL adotou a estratégia de colocar jogos entre times da mesma divisão na última rodada da temporada com o objetivo de tornar as partidas mais emocionantes e disputadas, mesmo que não tem nada de real em jogo. Porém seria querer enganar você, caro torcedor, afirmar que esse jogo entre Chiefs e Broncos vai ser algo melhor do que uma vitória tranquila da equipe de Patrick Mahomes. Para Denver, a única coisa importante em jogo é a muito provável despedida de personagens que não deixarão saudade nenhuma para o torcedor, como o Head Coach Vic Fangio, o OC Pat Shurmur e o QB Drew Lock.



A partida tem certo valor para os Chiefs. A equipe, que já está garantida nos playoffs como campeã da AFC Oeste, perdeu seu último confronto e perdeu a liderança geral da AFC, o que lhe garantiria o direito de folgar na primeira semana dos playoffs. Com isso, os Chiefs sabem que precisam vencer essa partida e torcer por uma improvável vitória dos Texans sobre os Titans para recuperar essa posição e voltar a jogar somente no Divisional Round. Fazer a sua parte é o mais fácil nessa história.


Tyreek Hill é uma das peças que deve ser muito buscada no primeiro tempo da partida, tentando explorar a muito desfalcada secundária dos Broncos. (Patrick Smith – Getty Images)

Kansas tem tudo para ganhar. Tem melhor ataque, melhor defesa, é um time melhor treinado e melhor preparado, e não deve dar chances para os Broncos. Não vou me surpreender se a equipe já entrar em campo tentando abrir uma margem de 3 posses de bola ainda no primeiro tempo, para ter até mesmo a possibilidade de descansar seus principais atletas na segunda metade. Denver até tem uma defesa competente, mas com Drew Lock de QB, dificilmente conseguirá segurar o time adversário.


No lado dos Broncos, o cenário já está bem definido. A equipe segue sem se classificar aos playoffs desde que conquistou o SB 50, e está mais do que evidente que Vic Fangio estará desempregado já nessa próxima semana. O ex-DC dos Bears não conseguiu em nenhum de seus 3 anos a frente dos Broncos mostrara qualquer sinal de competitividade e dar esperanças de que esse time pudesse brigar contra as demais equipes da divisão. Pelo contrário, a equipe até montou um elenco forte para essa temporada, mas Fangio não conseguiu fazer os QBs da equipe jogarem em nível minimamente decente para que os Broncos pudessem ter qualquer chance. Nenhum torcedor sentirá saudade do atual HC.


Vic Fangio deve fazer a sua última partida a frente dos Broncos, com sua demissão praticamente certa após o fim dessa rodada. (Dustin Bradford – Getty Images)

Mas não é só Fangio que está na berlinda. A partida desse sábado pode ser a última de Drew Lock nos Broncos. O QB, antes considerado uma esperança, decepcionou e em momento algum mostrou qualquer condição de ser titular na NFL. Nessa partida contra os Chiefs, ele terá a chance de uma última vez ser titular e tentar mostrar alguma qualidade, já que a tendência é que ele seja cortado após essa temporada. Lock até tem força no braço, e quando confiante, consegue lançar passes interessantes. Mas no primeiro erro, ele se perde de tal forma que a partir daí ele se torna uma máquina de passes errados por muito e de turnovers. Denver sabe que ele não é resposta para nada e que tem que procurar uma outra solução para essa posição em 2022.


Com esse cenário, a vitória dos Chiefs para mim é mais do que certa. Não acredito nem um pouco nos Broncos, ainda mais com Drew Lock de titular. Denver terá muitos desfalques, e mesmo que Kansas decida ir com time reserva desde o começo, deve vencer a partida sem grandes dificuldades. Triste fim de temporada para os Broncos, e uma vitória para dar moral para os Chiefs rumo aos playoffs.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png