• Rodrigo Pereira

Cardinals vencem Cowboys por 19-16 em sua estreia na pré-temporada

Na última sexta-feira (13/08), o Arizona Cardinals recebeu o Dallas Cowboys no University of Phoenix Stadium pela 1ª semana da pré-temporada da NFL. Com o placar final de 19-16 para os Cardinals, Dallas soma seu segundo revés na preseason, visto que a equipe do Texas já havia sido derrotada pelos Steelers por 16-3 no Hall of Fame Game. Com a vitória, a equipe de Arizona mantém a invencibilidade de 4 jogos contra os Cowboys em jogos de pré-temporada como mandante.



Assim como era esperado, a tão aguardada estreia de JJ Watt com a camisa dos Cardinals foi prorrogada por uma lesão na coxa, e a expectativa é que o lendário pass rusher esteja apto para atuar na primeira semana da temporada regular. Além disso, para a infelicidade do fã da bola oval, a partida foi marcada pela ausência dos quarterbacks titulares Dak Prescott e Kyler Murray. Enquanto Dak ficou de fora devido a um desconforto no ombro (lesão diferente daquela que o tirou de boa parte da última temporada), Murray foi poupado por Kliff Kingsbury mesmo o head coach de Arizona tendo afirmado no início da semana que a 1ª escolha do draft de 2019 estaria em campo.


Com desconforto no ombro, o QB Dak Prescott assistiu à partida da sideline Créditos: Smiley N. Pool/Staff Photographer

Com a ausência de Prescott, o titular dos Cowboys na partida foi, assim como na derrota para Pittsburgh, o QB Garrett Gilbert. Ao longo do jogo, Gilbert foi substituído por Cooper Rush e por Ben DiNucci, sendo que nenhum dos três apresentou uma boa performance. Mesmo tendo sido responsável pelo único touchdown de Dallas na partida, DiNucci, que atuou em 3 jogos durante a temporada regular de 2020, foi incapaz de usar o relógio a seu favor nos últimos minutos do jogo e possibilitou a virada dos Cardinals através de dois field goals de Matt Prater, kicker ex-Lions que é dono do recorde de FG mais longo da história da NFL e chega para substituir Zane Gonzalez.


Já pelo lado de Arizona, a atuação dos QBs reservas foi razoavelmente melhor. O veterano Colt McCoy iniciou a partida em campo e mostrou solidez nos passes, justificando sua contração na última off-season como um bom reserva e possível mentor para Kyler Murray. No entanto, quem recebeu um maior número de snaps foi Chris Streveler que, apesar de apresentar uma dificuldade aparente no jogo aéreo, se destacou com os pés e foi autor de uma corrida para 23 jardas durante a campanha que resultou no touchdown do running back Eno Benjamin, o único dos Cardinals na partida.


Mesmo com poucas carregadas, o running back Eno Benjamin foi destaque e anotou o único TD de Arizona no jogo. Créditos: Christian Petersen/Getty Images

Quanto a Benjamin, pode-se dizer que o RB foi um dos destaques do jogo, registrando 50 jardas terrestres em apenas 5 tentativas e indo muito bem nos retornos de chute, além do TD anotado. O titular da posição, Chase Edmonds, foi arma eficiente tanto pelo chão quanto recebendo passes saindo do backfield enquanto esteve em campo, e deve ser complementado pelo recém-contratado James Conner, que não fez sua estreia na sexta-feira. Apesar de se tratar de uma partida de pré-temporada, a boa performance do jogo corrido de Arizona contra Dallas, somada à chegada de Conner, traz esperanças para um setor que foi mal em 2020 e sofreu com a ineficiência dos bloqueios terrestres por parte da linha ofensiva.


Entretanto, uma das partes mais esperadas de toda pré-temporada é o primeiro contato com os calouros recém-draftados. Pela equipe dos Cardinals, Zaven Collins foi escolhido na 1ª rodada com a promessa de ser um linebacker que possui a capacidade atlética necessária para também ser um apressador de passe consistente. Mesmo não tendo feito uma partida excepcional, toda a habilidade de Collins foi demonstrada logo no início do jogo com um tackle para perda de jardas no running back Tony Pollard, jogada que certamente deixou a torcida de Arizona animada com seu futuro pelo time.


O linebacker Zaven Collins deu um tackle para perda de jardas no RB Tony Pollard em seu 2º snap com a camisa dos Cardinals. Créditos: Smiley N. Pool/Staff Photographer

Outro calouro dos Cardinals que, sem sombra de dúvidas, correspondeu às expectativas foi o wide receiver Rondale Moore, selecionado na 49ª escolha como uma adição significativa para o corpo de recebedores liderado por DeAndre Hopkins. Moore foi muito bem utilizado em sweep routes e em outras jogadas de passe curto durante a partida e demonstrou grande produtividade após a recepção, ameaçando outros recebedores mais jovens da equipe como Keesean Johnson e especialmente Andy Isabella, que ficou de fora do jogo por protocolos da Covid-19. Já Marco Wilson, ex-cornerback de Florida escolhido na 4ª rodada, mostrou que pode ser uma peça interessante em uma secundária em reconstrução após a saída de Patrick Peterson.


Pelo lado de Dallas, Micah Parsons, 12ª escolha do último draft, fez sua segunda partida com a camisa dos Cowboys e mais uma vez não teve tantos minutos em campo devido à rotação. No entanto, o linebacker calouro que mais se destacou na partida foi Jabril Cox que, mesmo sendo visto como um jogador que se sai melhor contra o jogo aéreo, somou 8 tackles, 2 deles para perda de jardas. Escolha de 4ª rodada, Cox era tido pelos analistas como um prospecto de 2º dia de draft e, caso replique performances como esta, tem tudo para se firmar um dos maiores steals da classe e formar uma grande dupla ao lado de Parsons.


Apesar da derrota, o ex-linebacker de LSU Jabril Cox foi o melhor jogador de defesa dos Cowboys na partida. Créditos: Dallas Cowboys

Kelvin Joseph, por sua vez, foi selecionado com a 44ª escolha e acabou sendo um dos jogadores que mais decepcionaram na partida. Após cometer uma segurada que manteve a campanha viva, Joseph, logo na sequência, não conseguiu conter Christian Kirk em um passe longo de McCoy que colocou Arizona no campo de Dallas, resultando na primeira pontuação do jogo. Outro aspecto negativo para os Cowboys foi a grande quantidade de lesões, que tirou 5 atletas de campo. As duas perdas mais expressivas foram a do offensive lineman Ty Nsekhe, jogador que adiciona boa profundidade à linha ofensiva da equipe, e o defensive tackle Neville Gallimore que, segundo o técnico Mike McCarthy, sofreu uma lesão “significativa” no ombro.


O próximo compromisso de Dallas será no sábado (21/08) contra os Texans, enquanto os Cardinals recebem os Chiefs na sexta-feira, dia 20/08.

1 comentário
BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png