• Vinicius Kafka

Cardinals e Vikings fazem duelo de peso na NFC

Os Cardinals buscam manter o embalo, após uma vitória esmagadora diante do Tennessee Titans, enquanto o Minnesota Vikings fará de tudo para dar a volta por cima, após uma derrota na prorrogação diante do Cincinnati Bengals. A esperança é de um jogo de playoffs em plena semana 2. Mas o que precisamos saber sobre os times antes da bola oval voar no domingo?



Ataques potentes


As duas equipes chegam nesta temporada com boas expectativas sobre seu ataque, de um lado Kirk Cousins, Dalvin Cook, Adam Thielen e Justin Jefferson, do outro Kyler Murray, DeAndre Hopkins, Christian Kirk e Rondale Moore. Nomes que chamam muita atenção e que fazem estes ataques serem muito temidos.


Crédito: Reuters

Os Vikings tiveram uma boa atuação ofensiva, por mais que o jogo terrestre com Dalvin Cook não tenha engrenado como o esperado e em partes a culpa disso ter sido da linha ofensiva que cometeu muitas faltas, o quarterback Kirk Cousins teve uma boa atuação, sem turnovers, um jogo limpo e seguro, e grande conexão com o recebedor Adam Thielen. Será que desta vez o jogo terrestre irá engrenar? E Kirk Cousins terá outro bom jogo? A linha ofensiva jogará bem? São pontos para ficar de olho.


Enquanto isso, o Arizona Cardinals chega embalado, com muitas expectativas em cima de Kyler Murray. A equipe expôs a fragilidade defensiva do Tennessee Titans e tem totais condições de fazer o mesmo contra os Vikings, porém uma grande diferença entre as duas defesas é na linha defensiva, os Vikings produziram sacks em cima de Joe Burrow e podem incomodar Kyler Murray.


Chandler Jones em alta


Se já existia um temor pelo estrago que a dupla JJ Watt e Chandler Jones poderiam causar na liga, agora é certeza de que os Cardinals possuem um dos melhores pass rushers da liga. Com 5 sacks, 4 tackles para perda de jardas e dois fumbles forçados, Jones foi merecidamente eleito o jogador defensivo da NFC na semana 1, há tempos não vemos uma atuação tão dominante de um defensor.


Norm Hall/Getty Images

Poucas equipes terá muitas condições de fazer um sistema de contenção de “dobras” em Watt e Jones e os Vikings possuem sérios problemas em sua linha, afinal o offensive tackle escolhido na primeira rodada, Christian Darrisaw segue sem condições de atuar e sua chegada na equipe era tratada como uma urgência.


E a franquia de Minnesota já sentiu os problemas na primeira semana, com Cousins, sofrendo três sacks, Cook com pouco espaço para correr, além da enorme indisciplina. Sem dúvidas será um ponto que o coordenador defensivo dos Cardinals, Vance Joseph terá de explorar, assim como fez diante dos Titans.


Outro jogador que chama atenção na defesa de Arizona é o segundo anista Isaiah Simmons, que no último jogo liderou a equipe em tackles e conquistou uma interceptação, será que conseguirá repetir a boa atuação e enfim firmar seu lugar na NFL?


Matchup perfeito coloca os Cardinals como favoritos


Ashley Landis/AP

Um adversário com a secundária fraca e uma linha ofensiva com problemas, parece um cenário bem familiar para os Cardinals, afinal os Titans estavam com estes mesmos buracos na semana 1 e os Cardinals conseguiram explorar isso.


Joe Burrow teve enorme facilidade em encontrar passes no meio da defesa dos Vikings, as únicas grandes chegadas defensivas da equipe foram quando conseguiram pressionar Burrow e essa exposição de fraquezas defensivas preocupa, afinal Kyler Murray foi muito bem contra uma secundária fraca na semana 1, alias pressionar o jovem quarterback de Arizona não é uma tarefa tão simples, pois diferente de Burrow, Murray possui enorme mobilidade, com corridas desenhadas para ele, o que deixa a defesa em situação bem complicada para conseguir pressioná-lo. O desafio é grande, mas um jogador pode fazer a diferença para os Vikings.


Lei do ex?


O veterano cornerback, Patrick Peterson é o grande candidato a lei do ex nesta semana, com o seu setor sendo muito criticado, o jogador pode ser um “espião” para a equipe de Minnesota, afinal Peterson conhece muito Arizona, muito mais que alguns jogadores do próprio Cardinals, será que ele consegue usar seu conhecimento a seu favor?


Jeff Dean/AP

Vale lembrar que o jogador durante a offseason já havia comentado sobre como seria enfrentar sua ex- equipe e mostrou estar motivado em fazer uma “vingança”, mas, ter longe de seu auge terá de usar sua experiência diante de um ataque tão explosivo.


Caminho para os Vikings vencerem


A equipe sabe que a derrota na semana 1 não estava nos planos e terá que buscar o resultado diante dos Cardinals, até porque começar com duas derrotas limitam suas chances de ir aos playoffs, mas o que fazer para bater os Cardinals?


Ajustes precisam ser feitos e o mais urgente é serem mais disciplinados, caso consigam diminuir o número de faltas podem melhorar suas chances. O segundo ponto é ser mais criativo com as corridas, esticar o campo horizontalmente, alguns "reveses", “end around” e screams, de toda forma é preciso ser criativo e alargar o campo.


Defensivamente será necessário ter uma partida brilhante da secundária, sem erros, com boas leituras e coberturas, não será um duelo fácil, mas não adianta o ataque ir novamente bem se a defesa entregar muitos pontos.


Será um jogo tecnicamente interessante, são duas equipes que estão na corrida pelos playoffs e poderiam facilmente se enfrentar na pós-temporada. É hora de mostrar força e abrir vantagem na corrida para chegar ao Super Bowl. As equipes se enfrentam neste domingo às 17:05, em Arizona e claro tudo sobre a semana 2 da NFL você acompanha aqui!

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png