• Rodrigo Menezes

Cardinals dominam os Browns e seguem invictos

Todos esperavam um grande jogo entre essas equipes, com bastante equilíbrio e um placar definido apenas nos momentos finais da partida. Mas não foi isso que aconteceu, e muito graças ao excelente trabalho realizado pelo Arizona Cardinals. A equipe que é a única invicta dessa temporada e lidera a sua divisão mostrou a sua força, se impôs na partida e praticamente não deu chances para Cleveland, que sentiu muita falta de Nick Chubb.



Os contornos do jogo ficaram claros logo no primeiro quarto da partida. Enquanto os Browns tinham dificuldade para avançar em campo, saindo zerado em seus dois primeiros drives, os Cardinals conseguiam avançar bem tanto correndo como lançando a bola. Em duas campanhas, a equipe teve 12 tentativas de passes e 9 corridas, e em somente em um momento o time perdeu jardas, além das faltas: um fumble sofrido e recuperado pelo Kyler Murray. Foi com esse domínio que Arizona rapidamente colocou uma frente de 14 a 0 no placar, com dois touchdowns aéreos, o primeiro para Christian Kirk (em uma 3ª para 21 jardas) e o segundo para DeAndre Hopkins.



Kyler Murray vem mostrando evolução e amadurecimento, e novamente foi um dos destaques dos Cardinals com 4 TDs lançados. (David Richard – AP Photo)


Sem seu principal corredor, Baker Mayfield começou o segundo quarto pressionado. E o que vimos na sequência foi um retorno aos erros que ele cometia nos primeiros anos da carreira. No primeiro drive, o QB dos Browns segurou demais a bola, e quando buscava, já fora do pocket, uma alternativa para completar o passe, ele sofreu um strip sack de Markus Golden, com a bola sendo recuperada pelos Cardinals já dentro da redzone de Cleveland. Arizona até não conseguiu avançar no campo, mas saiu de campo com mais três pontos, abrindo 17 a 0.


De volta ao campo, Mayfield novamente comete um erro fatal. Ao tentar conectar o passe com Rashard Higgins, o QB acabou exagerando na força e o passe saiu alto para seu WR, mas perfeito para o CB Robert Alford, que segurou firme o passe que veio praticamente perfeito para ele. Os Cardinals, já em zona de FG, colocaram mais três pontos no placar e consolidando o seu domínio na partida. Estava muito fácil, muito por mérito do excelente trabalho da defesa de Arizona.



Baker Mayfield em um dos turnovers que sofreu na partida. Com 1 interceptação e 2 fumbles sofridos, o QB teve uma partida bem ruim e foi a grande decepção dos Browns. (Jeff Lange – Akron Beacon Journal)


Cleveland precisava reagir, e no final do primeiro tempo mostrou um pouco da força que se esperava da equipe antes da partida. Com dois drives muito bons, intercalados por mais um FG dos Cardinals, os Browns fizeram dois touchdowns em campanhas relativamente rápidas, com dois passes para Donovan Peoples-Jones entrar na endzone. Apesar de todos os erros, Cleveland foi para o vestiário com uma desvantagem de apenas 9 pontos e um jogo que ainda podia ser considerado em aberto. O 23 a 14 a favor dos Cardinals não refletia o que era o jogo até aquele momento.


No terceiro quarto, a partida entrou em um pequeno momento de marasmo. Foram três punts sem nenhum first down nos três primeiros drives, e novamente Cleveland sofrendo bastante para avançar. Quando conseguiu isso, mais uma vez sofreu um turnover, outro strip sack sofrido por Baker Mayfield, que de novo segurou demais a bola sem protegê-la corretamente. Se o castigo no primeiro tempo foi pequeno, dessa vez Arizona não teve piedade. Kyler Murray voltou a campo e lançou seu terceiro TD na partida para um DeAndre Hopkins que estava sozinho e isolado no fundo da endzone. Falha feia da secundária dos Browns, e 30 a 14 no placar.



Markus Golden (44) foi um dos destaques dos Cardinals na partida. Com 2 sacks e 1 fumble forçado, o LB infernizou a vida de Baker Mayfield. (Joshua Gunter – Cleveland.com)


Muito atrás do placar, o ataque dos Browns praticamente teve que abandonar o jogo corrido, sua principal força, e teve que contar com mais passes de Baker Mayfield. E o QB não conseguiu entregar aquilo que se esperava, levando a equipe a dois turnovers on downs consecutivos. Ainda deu tempo para Arizona mostrar toda a sua eficiência no ataque. Com um drive longo, em que a equipe novamente balanceou corridas e passes, os Cardinals colocaram números finais no placar com um TD de Kyler Murray para o veterano AJ Green, fechando o jogo com 37 a 14 e a manutenção da invencibilidade.


Um dos argumentos de quem ainda não acreditava na força de Arizona eram os jogos mais fáceis em que a equipe sofreu mais do que se esperava, como contra Vikings e Jaguars. Porém, é inegável que nas duas partidas em que a equipe enfrentou adversários muito pesados, ambas fora de casa, os Cardinals tiveram grande atuação tanto no ataque como na defesa. Tanto contra Rams como nessa partida contra os Browns, o time dominou com propriedade o adversário, e terminou a partida com 37 pontos. A invencibilidade não é um acaso, e essa equipe já demonstrou que é uma das melhores da NFL nessa temporada e que vai brigar muito para tentar conquistar seu primeiro título.



Kareem Hunt sofre lesão na panturrilha e pode virar desfalque para os Browns nos próximos jogos. (Jason Miller – Getty Images)


Já em Cleveland, o sinal de alerta está ligado. A equipe deixou muito claro nesse jogo a dependência que tem pela presença de Nick Chubb em campo, e expôs uma fragilidade muito grande de sua OL. Além disso, Baker Mayfield novamente foi mal quando esteve sob pressão, e isso é preocupante. Com apenas 50% de aproveitamento, os Browns olham os Ravens (5-1) cada vez mais distante na liderança, e o sinal de alerta já está soando pesado na cabeça de Kevin Stefanski. Antes considerado favorito ao título da AFC Norte, Cleveland vai ficando a cada rodada mais longe desse objetivo. Com uma semana curta pela frente, vencer Denver na quinta virou obrigação se a equipe ainda quiser manter esse sonho vivo. E ao que tudo indica, sem Kareem Hunt, que deixou o campo lesionado.


Destaques


Browns: Baker Mayfield (19/28, 234 jardas, 2 TDs, 1 INT, 2 Fumbles perdidos); Kareem Hunt (14 corridas, 66 jardas); Donovan Peoples-Jones (4 recepções, 101 jardas, 2 TDs); Odell Beckham Jr. (5 recepções, 79 jardas)


Cardinals: Kyler Murray (20/30, 229 jardas, 4 TDs); DeAndre Hopkins (3 recepções, 55 jardas, 2 TDs); JJ Watt (1 sack, 1 fumble forçado); Markus Golden (2 sacks, 1 fumble forçado)


Próximos jogos


Broncos x Browns, quinta-feira (21/10), as 21:20 (TNF) em Cleveland.

Texans x Cardinals, domingo (24/10), as 17:25 em Glendale.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png