• Mateus Bertuol

Cardinals dominam de ponta a ponta e vencem Seahawks por 23 a 13

O Arizona Cardinals não facilitou a vida do Seattle Seahawks e deu sequência à sua invencibilidade fora de casa nessa temporada, se isolando como a melhor campanha da NFC. Do outro lado, Seattle se complicou na temporada e as chances de playoffs ficaram bem difíceis para a franquia.



Uma vitória sólida


O triunfo em cima do rival foi muito importante para Arizona. Agora, a equipe se isola na liderança da conferência e vai para a semana de folga com um recorde positivo sem Kyler Murray, que deve voltar no próximo desafio da franquia. Desta vez, Colt McCoy conseguiu repetir a boa performance do jogo contra os 49ers e foi uma peça bem importante para a vitória do time, terminando com 35/44 para 328 jardas e 2 TDs.


O principal alvo do quarterback foi o TE Zach Ertz. O ex-jogador do Philadelphia Eagles teve seu melhor jogo desde que chegou em Arizona, terminando com 8 recepções para 88 jardas e 2 TDs. O jogo aéreo dos Cardinals desequilibrou o confronto e fez com que outros recebedores também aparecessem: Rondale Moore terminou com 11 recepções para 51 jardas e AJ Green com 4 para 78 jardas.



Outro que terminou com uma alta produção foi o RB James Conner, que vem se solidificando como o principal running back da equipe. Conner finalizou o jogo com 21 carregadas para 62 jardas e 1 TD, mas teve uma boa participação também recebendo passes, com 5 recepções para 37 jardas. Os passes curtos para o RB foram um dos principais pontos que fizeram o ataque vencer os embates contra a defesa de Seattle e seu desempenho terrestre foi quem fechou o jogo em 23 a 13.



A defesa dos Cardinals, principalmente a linha defensiva, também foi outra importante parte para que o time chegasse à vitória. A DL conseguiu 4 sacks em cima de Russell Wilson e tornou a tarde do QB bem difícil. Com 4 tackles e 2 sacks, Chandler Jones foi o destaque da unidade.


Mesmos erros, mais uma derrota


A temporada do Seattle Seahawks está cada vez mais difícil de ser salva. No geral, a equipe vem tendo erros decisivos nos jogos e isso acompanhado da boa atuação de Arizona, não deixou com que os Seahawks estivessem na frente do placar em nenhum momento da partida.


O ataque desperdiçou chances de encostar no marcador e em mais um jogo Russell Wilson não teve sua melhor exibição. O QB terminou com 14/26 para 204 jardas, ainda mostrando que não está 100%, mas distribuiu bem a bola e Tyler Lockett foi o destaque da posição com 4 recepções para 115 jardas. O jogo corrido foi mais utilizado, rendendo o único TD da equipe, mas ainda assim não teve uma produção que conseguisse levar o ataque a situações mais confortáveis durante o jogo. Alex Collins finalizou com 10 tentativas para 36 jardas e Deejay Dallas com 4 corridas para 25 jardas e 1 TD.



A defesa foi outro ponto que foi abaixo do esperado, mais uma vez. Vindo de um jogo muito bom contra Green Bay até os momentos finais da partida, neste domingo as expectativas sobre a unidade estavam altas, mas não foram atingidas. Mesmo com alguns momentos interessantes no decorrer do duelo, a unidade não conseguiu parar o QB reserva de Arizona, Colt McCoy, e teve alguns erros de marcações principalmente em terceiras descidas.


A comissão técnica dos Seahawks entra bem pressionada para a parte final da temporada e se a situação continuar como está, algumas demissões devem acontecer para a próxima temporada. Nesta semana, as chamadas, tanto ofensivas quanto defensivas não foram as melhores e o time pareceu que não se encontrou durante o jogo.


O Arizona Cardinals agora entra em sua semana de folga, que pode ser decisiva para o retorno de alguns jogadores, enquanto o Seattle Seahawks vai em busca da retomada contra Washington.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png