• Douglas Dolijal

Candidatos a Breakout Ofensivo no Fantasy Football

Passado o frenesi do Super Bowl e as primeiras notícias de rumores de trocas, saídas e aposentadorias, chegou a hora em que especulamos quem são os jogadores que podem se tornar nossos favoritos no Fantasy Football em 2022. Vamos excluir deste texto jogadores que estão sob a tag de free agent irrestrito e os candidatos à franchise tag, além dos prováveis a terem seus contratos renovados também.



Quarterback


Trey Lance – San Francisco 49ers

Aqui poderíamos colocar Justin Fields dos Bears ou Trevor Lawrence dos Jaguars, que possivelmente terão um aumento na sua pontuação, em comparação ao ano passado. Porém, ambos enfrentam uma transação de Head Coach e coordenação ofensiva, problema este que Lance não terá, ainda mais com o seu HC, Kyle Shanahan, um dos melhores da liga. Além da comissão técnica, o corpo de recebedores, muito hábil após a recepção, e um jogo corrido capaz de arrancar 100 ou mais jardas de qualquer defesa da liga, Trey vem para ter o maior salto de produção entre os quarterbacks para a temporada de 2022.


Running Back

D’Andre Swift – Detroit Lions


Um dos dois melhores corredores vindo do draft de 2019, Swift ainda não conseguiu ter o mesmo impacto do College na NFL, o que pode ser atribuído em boa parte ao elenco onde ele foi encaixado e a lesões sofridas pelo RB de Detroit. Após o primeiro ano de Dan Campbell a frente da comissão técnica do time, a expectativa é de que Swift consiga finalmente atingir os números esperados por jogadores de fantasy. No último ano foram quase 50 carregadas a mais que em 2019, além de 90 jardas corridas, 21 alvos (16 recebidos) e 95 jardas aéreas de “upgrade” ao ano em que teve Matt Patricia comandando a sideline de Detroit. Se for capaz de ficar saudável, e mantiver o posto de corredor número um, Swift pode ter seu primeiro ano com 1000 jardas corridas, além das recebidas já nesta temporada.


Reprodução: Yahoo! News

Wide Receiver


Darnell Mooney – Chicago Bears


Com a iminência da saída de Allen Robinson via free agency, o posto de WR1 do Chicago Bears estará disponível em 2022 - ou não. Darnell Mooney mostrou logo no seu primeiro ano que era capaz de abrir jardas do seu marcador, quando foi um dos 10 jogadores que mais teve jardas de separação por rota corrida, mesmo não sendo alvo na maior parte delas. No ano de 2020 teve mais alvos, e demonstrou boa conexão com o novo quarterback da franquia, Justin Fields, o que pode ser ainda mais aprimorado devido a saída de Robinson (a ser confirmada), e a chegada de uma nova comissão técnica, que deverá explorar mais o braço de Fields e a capacidade de separação de Mooney.


Tight End

Hunter Long – Miami Dolphins


Long pode ter uma situação semelhante à de Mooney. Se for confirmada a saída de Mike Gesicki, e não chegar outro TE, o segundanista poderá ter a chance de ser o TE1 dos Dolphins na temporada que se inicia em setembro. Vindo de Boston College, onde chegou ao posto de segundo tight end com mais alvos em uma temporada na história do programa, Long não teve tantas oportunidades pelo ataque de Miami, principalmente devido a quantidade de snaps que teve, menos de 18% em média, além de uma recepção apenas na temporada. Então porque apostar nele este ano? Ao longo de seu tempo em Boston, foi capaz de produzir muito bem na endzone, e com o aumento da procura de Tua por TE nas vinte últimas jardas do campo, e a falta de profundidade na posição para os Dolphins, Hunter ganha um bilhete dourado para ser a grande surpresa da posição para o ano de 2022.


Olivia Falcigno/The Palm Beach Post

Menções Honrosas


  • Trevor Lawrence - Jacksonville Jaguars

  • Justin Fields - Chicago Bears

  • Travis Etienne - Jacksonville Jaguars

  • Najee Harris - Pittsburgh Steelers

  • Gabriel Davis - Buffalo Bills

  • Amon-Ra St. Brown - Detroit lions

  • Josiah Deguara - Green Bay Packers

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png