• Anna Carolina

Cam Newton desrespeita protocolo de Covid e é afastado

Favorito pela comissão técnica para ser o titular do New England Patriots, Cam Newton foi afastado das atividades do time por violar os protocolos da NFL contra a Covid-19. O MVP de 2015 ficará fora dos treinos dos Patriots por cinco dias, voltando na quinta-feira, 26/08.



A informação foi confirmada pela própria franquia. No comunicado publicado na última segunda, 23/08, os Pats afirmaram que Newton viajou para um “compromisso médico aprovado pelo clube”, mas precisou sair de Foxboro. Ainda de acordo com o comunicado, o jogador realizou testes diários de Covid, cujos todos deram negativo. Entretanto, devido à um mal-entendido acerca dos testes – eles foram realizados fora dos trâmites da NFL -, a liga e a associação de jogadores, a NFLPA, decidiram em conjunto que Cam Newton entraria no protocolo de segurança e seria afastado por cinco dias.



Por ser uma viagem de caráter médico, conforme disse a franquia, isso mostra uma falha de comunicação entre Newton, os Patriots e a liga. Além disso, a NFL restringe viagens extracurriculares apenas para jogadores não vacinados. Isso também joga o holofote para outra suspeita: a de que Cam Newton não se vacinou.


Criador: Bill Streicher. Créditos: USA TODAY Sports.

Vale relembrar que Cam teve Covid na última temporada e precisou ficar afastado. Por mais que seja o favorito de Bill Belichick e Josh McDaniels para entrar na semana 1 contra o Miami Dolphins, ele não está em uma situação onde está com a posição garantida, pelo contrário. Mesmo causando uma boa impressão no último jogo de pré-temporada, contra os Eagles, Mac Jones também jogou bem e vem demonstrando nos training camps algo que Newton vem devendo há tempos: consistência. Para um calouro, em especial, isso é algo muito positivo. Cam Newton ainda tem a vantagem da experiência ao seu lado, porém ele não está nem perto de assegurar a titularidade.


No entanto, perder dias de treinos porque não se vacinou pode custar muito caro. Para este ano, a NFL decretou que os times que tiverem surto de Covid-19 durante a temporada regular poderão perder por W.O, caso leve ao cancelamento do jogo. Em uma divisão como a AFC East, onde a batalha pelo wild card está acirrada, perder qualquer jogo por W.O. não é uma opção para os Patriots. Perder seu quarterback titular é uma questão pior ainda. Vale lembrar que Cam Newton já deu a entender que não se vacinou, dizendo que era “uma decisão particular e pessoal”. Se ele continuar com esta posição, isso pode complicar sua situação e, possivelmente, deixa-lo atrás na disputa.


Mac Jones: a janela da oportunidade se abre?


Criador: Brian Fluharty. Créditos: USA TODAY Sports.

Os Patriots não selecionavam um quarterback na primeira rodada desde 1993, quando pegaram Drew Bledsoe na primeira pick. Neste ano, com a 15° escolha, pegaram o prospecto de Alabama, Mac Jones – que vem mostrando serviço nesta pré-temporada e indicando por que foi escolhido para ser o futuro da franquia.


Durante toda a pré-temporada, o QB calouro vem impressionando torcedores, jornalistas e a comissão técnica do time. Na sua primeira partida na NFL, contra Washington, Jones teve 13 de 19 passes completos para 87 jardas. Números tímidos, é verdade, porém a confiança e a consistência dele em passes curtos – marca registrada do ataque de Josh McDaniels – atraiu muitos olhares positivos. No segundo jogo da pré-temporada, contra Philadelphia, ele teve o mesmo número de passes completos, porém para 146 jardas e com rating de 91,1. Ele ainda foi melhor em campo do que os números indicam, já que três de seus passes incompletos foram descartados e um outro foi para parar o relógio. Por mais que Cam Newton conseguiu ter touchdowns passados, Mac Jones mostrou solidez em seu segundo jogo.


No entanto, ter as chaves do carro não significa ter vida fácil. Segundo o insider da NBC Sports Boston, Phil Perry, o primeiro dia de treinos com o first-team não foi um dos melhores de Mac Jones. Vale lembrar que, até então, Jones dividia as repetições com outros QBs, geralmente com Cam Newton. Na segunda-feira [23/08], porém, o calouro teve todas as repetições que ele e Newton normalmente receberiam juntos.


No 11 contra 11, Mac teve 12 de 21 passes completos, enquanto no 7-on7, ele teve 4 de 5 passes completos, sendo um deles bloqueado por D’onta Hightower. Ao total, Jones teve 61,5% de rating e foi sacado quatro vezes durante o treino. São números ruins, porém é importante dizer que foi a primeira oportunidade que Mac Jones teve em treinar com o time titular. Phil Perry observou que, mesmo não tendo um bom dia em campo, o calouro causou uma boa impressão no controle de tempo. O jornalista também adicionou um ponto que vem chamando a atenção dos repórteres que acompanham os Patriots: quando Mac Jones tem momentos ruins em campo, ele tende a se recuperar.



Com o afastamento de Cam, Mac Jones treinará pela primeira vez com o time principal. Há também uma boa chance dele ser o titular na última partida da pré-temporada, contra o New York Giants no domingo [29/08].

Bill Belichick diz: temos uma competição


Criador: Bill Streicher. Créditos: USA TODAY Sports.

A competição na Estrela da Morte [digo, no New England Patriots] está em aberto, segundo o próprio Lord Palpatine em si, Bill Belichick. Em entrevista recente ao programa The Greg Hill Show, do canal WEEI, o head coach disse que, embora permaneça firme em escolher Cam Newton como titular, ele reconhece que nada está totalmente decidido.


“Vou fazer tudo que puder para ajudar o time”, afirmou BB. “Se tiver que colocar um guard no campo de defesa, então será isso. Se tiver que colocar 10 defensive backs em campo, então vamos colocar 10 DE em campo. Não vou descartar nenhuma possibilidade. Se eu achar que algo vai nos ajudar a vencer, eu vou considerar esta opção”.

Além disso, Belichick afirmou que, se Jones quiser a titularidade, ele vai ter que merecer o posto.


“Bem, acredito que o fato de Cam ter começado ano passado e estar aqui desde então, alguém vai ter que jogar melhor do que ele”, Belichick continuou. “Não vamos pegar uma posição e dizer: ‘Ok, aqui está, o presente embrulhado para fulano de tal’. Porém, training camp é sobre competição. Há uma dúvida sobre quem é o titular, mas também há uma competição e, no final, será ela que decidirá como serão as coisas em um determinado ano”.

De uma forma ou outra, o jogo contra os Giants no domingo pode ser crucial para Belichick e a comissão técnica. Pode reforçar a opinião deles sobre Cam Newton, como também pode voltar ainda mais os olhares para Mac Jones, caso ele continue causando uma boa impressão. Seja como for, o jogo está em aberto, acrescentando mais capítulos à grande história dos Patriots nesta temporada.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png