• Nathan Bizotto

Burrow fala o porquê gosta de participar das contratações de novos jogadores

O quarterback do Cincinnati Bengals teve uma participação ativa no recrutamento de jogadores nessa free agency. Burrow assumiu um papel de auxiliar nas contratações e recrutamento de novos atletas. Apesar de não ter a última palavra, ele sempre propõe o que acha melhor para a equipe, principalmente, quando se trata do lado ofensivo. Como exemplo disso, há as aquisições de Ja´marr Chase, no último Draft, e La´el Collins neste ano.



Apesar de ter somente duas temporadas na NFL, Joe Burrow já provou sua maturidade e resiliência. Sua liderança é algo muito notável nos bastidores dos Bengals, os companheiros de time já declararam em entrevista a afeição que possuem pelo quarterback. Recentemente, foi noticiado que o jogador participou diretamente na contratação do tackle La´el Collins e ele proferiu que pretende seguir com esta conduta daqui em diante.


“Isso é algo que quero fazer todos os anos”, disse Burrow, via Geoff Hobson, do site oficial dos Bengals. “Quero ter certeza de que os caras que queremos trazer se sintam em casa em Cincinnati e com a equipe, porque essa é a cultura que estamos construindo no vestiário. Somos muito, muito próximos como equipe, comissão técnica, jogadores, equipe de força, treinadores. Eu só quero retratar isso para os caras que estão pensando em vir para cá e que queremos assinar”, explicou Burrow.

foxnews.com

Além disso, o quarterback falou sobre a trajetória da equipe no último ano. No início deste mês, Mike Hilton, cornerback dos Bengals, falou que a caminhada até o Super Bowl “não foi por acaso”. A temporada de Burrow foi digna de brigar pelo prêmio de MVP, pois teve o segundo melhor rating da liga, foi o sexto em jardas e o oitavo em touchdowns lançados.

O atleta disse, nesta semana, que a equipe absorveu tudo até o caminho ao Super Bowl e tirou lições da derrota para o Los Angeles Rams.


“No ano passado, sabíamos que estávamos bem, mas acho que nos playoffs sabíamos que poderíamos vencer, mas não tínhamos certeza do que era preciso”, explicou Burrow a ESPN."Nós apenas fomos lá e jogamos muito duro e juntos como um time, e deu certo. Agora, sabemos o que é preciso e temos essa experiência no bolso daqui para frente”.

si.com

Burrow acrescentou que reviu a derrota para os Rams no Super Bowl. A equipe se reforçou na free agency, com peças para a linha ofensiva, como La´el Collins, Alex Cappa e Ted Carras. A equipe realizou a façanha de ter o quarterback mais sacado da liga e ainda sim chegar a decisão. Agora, com Joe Burrow protegido, o time pode brigar de igual para igual com qualquer adversário da AFC. Embora a Conferência Americana esteja lotada de grandes elencos, a esperança dos Bengals é alcançar novamente o maior palco do esporte, porém, com um final diferente da próxima vez

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png