• Gabriel Pedrão

Buffalo visita New Orleans no Primetime do Thanksgiving

A temporada do Buffalo Bills não vem sendo como a torcida esperava. A franquia teve derrotas bobas no início de temporada e não evoluiu como o desejado, perdendo a liderança da AFC Leste na última semana, após a vitória de New England sobre o Atlanta Falcons. Já o New Orleans Saints vem sofrendo com lesões e a instabilidade do time, que faz grandes partidas contra as franquias mais fortes da liga, como foi na vitória contra o Tampa Bay Buccaneers, e atuações ruins contra equipes mais fracas e com campanhas negativas, como foi na sua última partida contra o Philadelphia Eagles.



Pelos Saints, imagina-se que quem vai comandar as jogadas ofensivas é Trevor Siemian, quarterback que entrou de titular após a lesão de Jameis Winston, jogador que tem 920 jardas, 8 passes para touchdown e duas interceptações em quatro jogos, onde conquistou uma vitória e três derrotas. A segunda opção para partida seria Taysom Hill, jogador que não está sendo como QB em 2021, mas que, nesta semana, assinou uma extensão contratual de quatro anos com a equipe, onde poderá receber até 95 milhões se for o titular da posição.


Tyler Kaufman/AP Photo

New Orleans também sofrem com as lesões em outras posições do ataque. O principal jogador do time, Alvin Kamara, não irá para o jogo por causa de uma contusão no joelho, corredor que lidera as jardas terrestre da franquia, com 530, e em TDs, com 7 chegadas a Endzone adversária. Além dele, o WR Michael Thomas não atuou e nem atuará nesta temporada e o running back dois da equipe, Mark Ingram, é questionável para o duelo. Assim, as principais armas ofensivas dos Saints serão os recebedores Deonte Harris e Marquez Callaway, que, juntos, somam 790 jardas recebidas e 8 touchdowns.


Chris Graythen/Getty Images

A defesa da equipe de Louisiana também tem desfalques, o apressador de passe Marcus Davenport, líder de sacks do time, está com lesão no ombro, ficando de fora nesta quinta. Assim, os principais ativos do setor vão ser o cornerback Marshon Lattimore, que possui 10 passes desviados na temporada, sétima melhor marca da liga, Marcus Williams, safety que conta com 7 passes desviados, e Cameron Jordan, defensive end que soma 4 sacks em 10 jogos. Assim, eles têm a missão de manter a produtividade máxima do setor, que tem a 10° melhor marca da NFL em jardas totais, tentado parar o forte ataque de Buffalo.


Pelo lado dos visitantes, os Bills possuem Josh Allen como Franchise QB, atleta que foi colocado como postulante a MVP antes da temporada começar, mas que já está um pouco atrás nesta corrida. Em 2021, Josh tem 65,7% de passes completos, somando 2811 jardas aéreas, 21 TDs e 8 interceptações. Ao decorrer das semanas, o jogador sofreu com instabilidades, fazendo jogos muito ruins, como na derrota para os Jaguars, quando teve duas interceptações e nenhum passe para touchdown.


Rich Barnes/USA Today Sports

Os recebedores de Buffalo vão muito bem na temporada, com Stefon Diggs somando 773 jardas recebidas e 6 touchdowns, Emmanuel Sanders 531 jardas e 4 TDs e Cole Beasley, que retornou aos treinamentos neste quarta (24) após um problema nas costelas, que tem 484 jarda e um 1 touchdown. Correndo com a bola, Singletary e Josh Allen dominam as estatísticas, com 755 jardas de scrimmage e 5 touchdowns somados.

Pela defesa dos Bills, o grande destaque é a secundária, que possui ativos como Jordan Poyer, safety que soma 4 interceptações e 7 passes desviados, Levi Wallace, que tem 8 passes desviados, e Micah Hyde, que também possui 7 passes desviados. Aqueles que ajudam no jogo terrestre são o calouro Greg Rousseau, defensive end que tem 3 sacks na temporada, melhor marca da franquia, e o linebacker Matt Milano, que soma 10 tackles para perda de jardas, nona melhor marca da liga.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png