• Nathan Bizotto

Buccaneers visa recuperação, enquanto Giants deseja surpreender

Tampa Bay recebe os Giants em casa nesta segunda-feira, no 11ª Monday Night Football da temporada. Os Buccaneers, logicamente, chegam como favoritos, por conta de sua campanha e elenco. Contudo, New York visa espelhar Washington e vencer o atual campeão do Super Bowl. A partida ocorre às 22:20h, no horário de Brasília, no Raymond James Stadium, em Tampa.



Anteriormente ao último domingo, este jogo não teria qualquer competitividade prevista, vide os elencos das franquias. No entanto, Tampa Bay acumula duas derrotas consecutivas — contra New Orleans e Washington — e não vem atuando como no início do ano. Por isso, New York chega com algumas esperanças de surpreender. Embora Daniel Jones siga sendo insuficiente, o retorno de Saquon Barkley e a defesa jogando bem propiciam o time da cidade mais populosa dos EUA ter uma chance.


Photo by Tim Nwachukwu/Getty Images

A derrota no último domingo deixou má impressão acerca da equipe dirigida por Bruce Arians. O jogo terrestre foi inócuo e Tom Brady, pela segunda vez seguida, teve duas interceptações. A falta de Antônio Brown vem sendo um problema, a equipe tem 5-0 com o atleta e 1-3 sem ele. A defesa dos Buccaneers detém problemas de lesões desde o início do ano, mas isso não é desculpa para ceder 350 jardas para o ataque de Washington. A resposta de ambas as unidades precisa vir nesta segunda-feira à noite.


Em contrapartida, New York chega sem responsabilidades para o jogo. O favorito é Tampa, sendo assim, o time de Joe Judge chega como franco atirador. Após um início conturbado, os Giants acumulam duas vitórias nas últimas três partidas. A equipe vem de um grande triunfo diante o Las Vegas Raiders no último domingo, com o jogo corrido sendo fator crucial. Daniel Jones teve somente 15 passes completos e 110 jardas, mas o triunfo foi alcançado. A defesa necessita ter boa exibição, enquanto Daniel Jones precisa estar nos seus melhores dias nesta noite, em Flórida.


Matchups


Hora de esmiuçar as unidades das franquias e dar um panorama dos confrontos entre defesa e ataque. Primeiro, o grupo liderado por Tom Brady. A unidade ofensiva dos Buccaneers é uma das melhores da NFL neste ano. É a 2º em jardas por partida, a melhor no jogo aéreo e Brady é o 3º em jardas passadas. O grupo de recebedores é caracterizado por ser um dos melhores da NFL, mas com as baixas de Antônio Brown e Rob Gronkowski, o desempenho caiu. O marido da Gisele fazia temporada digna de disputar o MVP, porém, nos últimos dois jogos lançou quatro interceptações e não conseguiu levar seu time ao resultado esperado. O ponto fraco da equipe vem sendo o jogo terrestre, a unidade tem média de 62 jardas corridas nos últimos dois confrontos. Sendo assim, hora do ataque se provar.


The Record

A defesa dos Giants não é a mesma de outrora. Uma unidade que teve grandes atuações no último ano, não tem o mesmo desempenho nesta temporada. O grupo é o 7º pior em jardas cedidas por jogo e o 6º pior em número de sacks. Apesar dos problemas, a equipe cede em média 24 pontos para o adversário. Isso se deve aos turnovers, os quais ora ou outra a unidade força — a franquia é a 10° melhor no quesito. A vitória no último domingo está ligada a boa atuação defensiva, os Giants cederam apenas 16 pontos e forçaram duas interpretações de Derek Carr. A contenção contra o jogo terrestre vem sendo um problema, ou seja, as trincheiras serão o duelo frágil do embate. A chance da vitória do visitante passa pela atuação da defesa, a qual precisa seguir evoluindo.


Dustin Satloff/Getty Images

Do outro lado, há o duelo das unidades que não fazem boa temporada. Primeiro, o inócuo ataque do New York Giants. Não é de hoje que este grupo tem problemas. Desde a escolha de Daniel Jones em 2019, o ataque não consegue ter sequência. O terceiranista segue com problemas de turnovers e precisão. Ademais, a ausência de Saquon Barkley é algo sentido. O ataque terrestre tem menos de 100 jardas de média, a produção aérea não tem progressão, pelo fato de contusões e da ineficiência de Daniel Jones. A chance deste ataque passa por uma evolução no jogo corrido e de uma solidez do quarterback, o qual necessita estar assertivo hoje à noite.


O ataque dos Giants tem pela frente uma defesa cercada de dúvidas nesta temporada. Considerado um dos melhores grupos da liga no ano passado, a unidade dos Buccaneers vem tendo problemas neste ano. É verdade, ainda é a melhor defesa contra o jogo corrido em média de jardas — 79,8 jardas cedidas. Contudo, o front seven cedeu ao menos 90 jardas terrestres nos últimos quatro confrontos. A defesa acumula problemas de lesão desde as primeiras semanas, porém, contusões são comuns em uma liga repleta de contatos como a NFL. A unidade cedeu 350 jardas ao debilitado ataque de Washington. A defesa precisa de uma boa atuação no prime time para provar que ainda há talento para ser a defesa de outrora e que essa fase é apenas efêmera.


Lesões


Tampa Bay Buccaneers: Rob Gronkowski (TE), Vita Vea (DT) e Rakeem Nunes Rocha (DT) são questionáveis para o jogo. Antonio Brown (WR) está fora.


New York Giants: Kaden Smith (TE) e Cullen Gillaspia (FB) são questionáveis. Lorenzo Carter (LB), Logan Ryan (CB) e Nate Ebner (S) estão fora da partida, segundo a Espn.


bucswire.usatoday.com

O jogo válido pela semana 11 será transmitido pela Espn e Star Plus, às 22:20h. Tampa entra como favorito e tende a sair com a sétima vitória do confronto, porém, nada é impossível, e com a temporada atípica deste ano, a vitória dos Giants seria mais um resultado improvável. Tampa é líder da divisão Sul da Conferência Nacional com campanha 6-3. Enquanto os Giants detêm 3-6 e estão em último na divisão Leste da Conferência Nacional.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png