• Daniel Almeida

Brasileiro Davi Belfort recebe outra proposta de bolsa

Enquanto a inclusão estrangeira e a internacionalização são coisas muito comuns em outras ligas americanas como NBA e MLB, a quantidade de atletas não-americanos realmente importantes na NFL ainda é, infelizmente, pequena. A maioria destes são reservas quase não usados em jogo ou, no caso específico dos australianos, punters, visto que no Futebol Australiano (que é um esporte de fato muito interessante) você precisa chutar uma bola semelhante à da National Football League para conquistar a mais importante pontuação do esporte em uma partida da AFL (Australian Football League).


Mas isso deve mudar nos próximos anos. Mais países além de Inglaterra e México devem receber jogos da principal liga de Futebol Americano do planeta, como Alemanha e até mesmo o Brasil. Com a popularidade que o F.A. está ganhando no mundo inteiro, o Brasil pode começar a se consolidar como um dos países com mais fãs e praticantes do esporte fora dos EUA. Porém, para isso, é fundamental que haja uma força nacional se aventurando pela NFL. Sim, já temos Cairo Santos e Durval Neto (o famoso Duzão, que na verdade ainda não joga na liga), mas Davi Belfort, um prospecto de Quarterback que fará parte da classe do College Football de 2025, pode acrescentar muito mais à esse cenário de inclusão estrangeira na NFL. Só uma coisa antes de passar adiante: ele vai entrar no Futebol Americano Universitário só em 2025, então sim, ainda falta muito tempo até uma possível aparição dele na National Football League.


247Sports

Davi tem a oportunidade de ser o primeiro brasileiro de grande destaque no Futebol Americano dos Estados Unidos, justamente por conta do fato de ele ser um QB. Isso porque o Quarterback é a posição mais importante e essencial para seu time em todos os esportes. Sem um jogador de respeito nesse cargo, é muito difícil para qualquer equipe chegar a um título de Super Bowl. Então, caso Belfort se dê bem na liga, sua visibilidade será muito maior do que a de Cairo Santos, mesmo que esse se tornasse o melhor kicker da NFL, pois a verdade é que um Quarterback é sim bem mais importante do que um Kicker.


Claro, o problema é que tal operação também funciona ao inverso. Caso Davi não tenha sucesso algum na liga e se dê muito mal, seu fracasso será considerado 10x maior e mais decepcionante do que seria uma temporada ruim por um DB ou OL, por exemplo.


Reprodução/Twitter (Andrew Ivins)

A notícia, afinal, que gerou tanta expectativa, foi a de que Davi Belfort, filho do lutador Vitor Belfort, recebeu mais uma (a quinta) proposta de bolsa, dessa vez por parte de Florida State. Ele anunciou tal oferta em seu Instagram. Ele já havia recebido, inclusive, uma proposta da muito tradicional Alabama.


Ficamos na torcida para que Davi e muitos outros atletas estrangeiros (especialmente os do Brasil) cheguem na NFL e tenham sucesso por lá. E você, pra onde quer que o Belfort vá no College, e na liga profissional, se for draftado? Fique conosco, obrigado pela leitura e assine nossa newsletter!


2 comentários
BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png