• Pedro Zaniol

BOMBA! Commanders é acusado de desviar dinheiro dos ingressos

O nome muda, mas os problemas continuam os mesmos. No último sábado [02/04], o repórter da Front Office Sports, A.J. Perez, publicou em seu Twitter uma matéria na qual fontes afirmam que o Washington Commanders está sendo investigado pelo Congresso Americano. Segundo Perez, a franquia teria desviado dinheiro dos ingressos de seus jogos como mandantes da NFL.



A franquia começou a ser investigada em 2020, depois que uma série de artigos do jornal Washington Post trouxe a informação de que mais de 40 mulheres estavam acusando o dono do time, Daniel Snyder, e outros executivos da organização de assédio sexual e discriminação. Após um ano de investigações, a NFL julgou o time da capital culpado e o multou em 10 milhões de dólares. O inquérito, porém, não foi feito apenas pela NFL: o Congresso Americano também investiga o caso, e no decorrer das buscas, começou a encontrar problemas nas finanças do time.



Na NFL, existe uma regra de que, de todo o lucro recebido nas vendas de ingressos, os times mandantes devem mandar 40% desse valor para a liga, que fica com uma pequena parte e depois divide igualmente o restante entre as 32 franquias. A ideia com essa regra é de que a liga fique mais equilibrada e que todos os times cresçam de maneira parecida.


A franquia disse em uma declaração:


“Não houve absolutamente nenhum desvio nos lucros dos ingressos dos Commanders. Esses lucros estão sujeitos a auditorias independentes de várias empresas. Qualquer pessoa que sugira que houve desvio está cometendo perjúrio, simples assim.”

Porém, minutos após essa declaração, a advogada Lisa Banks, que defende Jason Friedman, um ex-empregado do time que trabalhava na área de ingressos falou o seguinte:


O Washington Commanders acabou de enviar uma nota para os jornalistas. Nessa nota, eles difamam o meu cliente, Jason Friedman, que foi requisitado pelo Comitê de Supervisão do Congresso para testemunhar, com provas. Infelizmente, o Sr. Friedman não pode se defender publicamente por clausulas contratuais que o proíbem de falar livremente. Ele ficaria feliz em recontar o seu testemunho se Dan Snyder e o Washington Commanders o deixarem. Eu vou aguardar pela resposta deles.”

O valor dos ingressos é a única fonte de renda dos times que é dividida por todas as 32 franquias. A venda de lanches dentro do estádio, estacionamento, patrocínios e qualquer outra coisa fica apenas para o dono da casa no dia do jogo. O desvio desses valores impacta em toda a economia da liga, pois os lucros dos ingressos são incluídos na hora de calcular o lucro total da NFL, e desse lucro total é tirado o valor do teto salarial. Roubando esse dinheiro uma franquia está tirando dinheiro não só dos outros times, mas também dos jogadores.


populous.com

A acusação é extremamente grave, e junto com a de 2020, se torna mais uma grande novela envolvendo a franquia de Washington e seu dono, Dan Snyder. A investigação ainda está em estágios iniciais, e muita coisa ainda vai acontecer. Se for provado o desvio, os Commanders vão sofrer sérias consequências, que podem ir de multas, perda de escolhas no draft e até a exclusão de seu dono da liga, obrigando-o a vender a franquia para outra pessoa.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png