• Mateus Bertuol

Bills renovam com WR Isaiah McKenzie

O Buffalo Bills anunciou, neste primeiro dia de free agency, um acordo para a renovação contratual do WR Isaiah McKenzie, de 26 anos, que está na equipe desde 2018. Segundo o insider Ian Rapoport, o acordo é de duas temporadas no valor de $8 milhões.



Após permitir que Cole Beasley explorasse o mercado de trocas, o Buffalo Bills anunciou a renovação de Isaiah McKenzie, que ao que tudo indica, garantiu a vaga de WR3 da equipe, ao lado de Stefon Diggs e Gabriel Davis. Após a boa campanha de Buffalo em 2021, nada mais justo do que a equipe manter os alvos de Josh Allen, que terminou a temporada atuando em alto nível.


O ponto forte do jogo de McKenzie é sua velocidade e mobilidade. Mesmo ele não sendo uma grande arma em profundidade, o meio do campo é um fator muito explorado pelo recebedor, como em rotas cruzando o campo. Algo muito interessante para esse ataque aéreo de Buffalo é utilizar Stefon Diggs como uma “isca” em profundidade para a defesa e explorar a movimentação de Isaiah Mckenzie. Foi assim que ele se destacou no jogo contra os Patriots no ano passado, onde acumulou 11 recepções para 125 jardas.


Timothy T Ludwig/Getty Images

Pela boa velocidade, McKenzie também é usado em retornos de kickoff e punt, o que também ajuda os Bills a não usarem seus principais recebedores nos times especiais, diminuindo as chances de lesões dos melhores jogadores. Em 2020, ele anotou um TD em retorno de punt e no último ano foi o quinto melhor da liga na média de jardas de retornos de punt, com 24,3.


Escolhido na quinta rodada do Draft de 2017 pelo Denver Broncos, Mckenzie ficou em Denver apenas por uma temporada, atuando em 11 jogos, e foi dispensado pelos Broncos em 2018. Na última temporada, entretanto, além do jogo contra os Patriots, que foi sua melhor partida da carreira, Mckenzie não teve outros grandes destaques, terminando o ano com 178 jardas recebidas e 1 TD. Já sua produção como retornador também foi abaixo do esperado, terminando com uma média de apenas 7,7 jardas por retorno.


Contudo, o WR continua sendo uma arma bem híbrida, com características importantes para esse ataque, que complementam o grupo de recebedores. Ter uma arma de velocidade é muito importante para qualquer quarterback. Talvez o valor do contrato tenha ficado um pouco acima, mas nada fora dos padrões. Com o grupo de WRs, ao que parece, já montado, os Bills partem para atacar outras posições e deixar o elenco ainda mais promissor para o próximo ano.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png