• Anna Carolina

Bills garantem favoritismo e vencem os Dolphins em casa

O óbvio aconteceu: o Buffalo Bills venceu o Miami Dolphins em casa. O placar, no entanto, não foi elástico como muitas pessoas imaginaram: 26x11. Com destaque para as defesas no primeiro tempo, o ataque de Buffalo só conseguiu engrenar na segunda metade da partida: o que foi mais que suficiente para garantir a vitória.



O jogo


Quem apostou em um atropelo ofensivo dos Bills desde o começo se enganou. A defesa dos Dolphins começou muito bem o jogo, mas o ataque do time visitante deixou a desejar – não conseguiu marcar nem um field goal. O primeiro quarto terminou 3x0 para Buffalo, depois do kicker Tyler Bass converter um chute de 57 jardas. O segundo quarto foi do mesmo jeito, com a única diferença sendo Miami conseguindo seu field goal.


Durante os dois minutos finais da primeira etapa, os Bills tentaram uma quarta descida no meio do campo. Porém, Josh Allen sofreu um sack e deixou os Dolphins em uma ótima posição para fazer um touchdown. O ataque de Miami chegou a ficar dentro da red zone, mas um erro de comunicação no momento do snap deixou a bola viva, com o safety Micah Hyde recuperando a bola para Buffalo. O primeiro tempo terminou empatado em 3x3.


O segundo tempo começou da mesma forma que o anterior: truncado, com as defesas jogando muito bem e pressionando os quarterbacks. No entanto, o ataque dos Bills finalmente conseguiu se encontrar e resolveu então gastar relógio, para deixar os Dolphins em uma situação mais complicada ainda. O primeiro TD veio com um passe de Josh Allen para um Gabriel Davis sozinho na end zone.


Depois que as peças engrenaram, não teve jeito: os Bills passaram o trator. Sem reação, os Dolphins viram o time da casa ampliarem o placar, na velha e letal conexão Josh Allen-Stefon Diggs.





Apático e jogando muito mal, o ataque de Miami só conseguiu fazer algo apenas no último quarto, quando Tua Tagovailoa fez o sneak e marcou o TD. Os Dolphins também conseguiram fazer a conversão de dois pontos.





Sem nenhuma pressão naquela altura do campeonato, os Bills avançaram tranquilos em campo, mas cometeram um turnover que impediu as chances de touchdown. Restou então a Tyler Bass marcar outro field goal e ampliar a vantagem do time mandante.


Em uma tentativa de diminuir o placar, os Dolphins tentaram avançar no campo, porém Tua Tagovailoa forçou um passe no meio do campo e foi interceptado por Jordan Poyer. Os Bills, então, ceifaram qualquer chance de Miami sobreviver na partida e fecharam o caixão com o TD terrestre de Josh Allen. Placar final: 26x11.





O Buffalo Bills chega à sétima vitória consecutiva em cima do Miami Dolphins. Esta é a maior sequência de vitórias em cima do rival – algo que agrada e muito os torcedores dos Bills. Já para os torcedores dos Dolphins, a tarde do Halloween se mostrou realmente assustadora.


Com a vitória, os Bills são, mais do que nunca, os líderes absolutos da AFC Leste e estão na caça da seed 1 da conferência. O próximo compromisso do time será fora de casa, contra o Jacksonville Jaguars. A partida será no domingo que vem, dia 07/11, às 15 horas pelo horário de Brasília.


Uma das maiores decepções desta temporada, o Miami Dolphins chegou ao 1-7 e vê o ano indo por água abaixo. O próximo jogo será em casa, contra um igualmente cambaleado Houston Texans. O jogo também será no dia 07/11 e às 15 horas pelo horário de Brasília.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png