• Lucas Rocha

Bills e Jets se enfrentam como os dois extremos da divisão

Líder e lanterna da AFC East, o Buffalo Bills vai até NY enfrentar o Jets. De um lado, a melhor defesa da liga e um ataque dentro do top 15. Do outro, um time em reconstrução e dentro do top 10 de pior defesa e ataque.



Melhor defesa da liga, Bills terão desafio “fácil”


A defesa do Bills é simplesmente a melhor da liga. Nem é exagero isso: são apenas 118 pontos permitidos em 8 jogos, média de 14,75 pontos permitidos por partida. A defesa da equipe permitiu apenas 5 TDs via jogo aéreo (passe), menor marca da história da liga entrando na semana 10. Contra o jogo corrido, são 6 TDs, mas apenas 3.8 jardas por carregada permitidas (3ª melhor marca da liga, empatado com o Jacksonville Jaguars). A equipe é a segunda que mais forçou turnovers na liga com 19, sendo 11 interceptações (atrás apenas do Indianapolis Colts com 20 turnovers forçados). Sua dupla de DEs novatos (Greg Rousseau e Boogie Bashan) vem jogando muito bem, sendo uma grata surpresa na temporada e pressionando muito os QBs adversários. São dois jogos impedindo os adversários de marcar pontos, melhor marca da liga. Contra um ataque fraco como o do Jets, a tendência é mais um ótimo jogo da unidade.



Matt Milano #58, Greg Rousseau #50 e Jordan Poyer #21 durante partida contra o Jacksonville Jaguars. Créditos: Douglas P. DeFelice/Getty Images


A zika dos QBs do Jets continua


“Com a segunda escolha do draft de 2021 da NFL, o New York Jets seleciona… Zach Wilson, quarterback de BYU.”

Um sonho se realizando para o torcedor do Jets. A escolha de um QB com muito potencial, aliado à chegada de um novo head coach com bom histórico como coordenador, era uma história linda que poderia dar muitos frutos à equipe. Mas, até o momento, o hype não foi pago. Zach Wilson não vinha jogando bem, sendo um dos QBs com mais turnovers da temporada e um dos menores rating da liga. Tudo bem, ninguém esperava que o Jets se tornassem um time desafiante agora. Mas é decepcionante. Para piorar tudo (ou melhorar, depende do ponto de vista), Wilson se lesionou na semana 7 e perderá cerca de 4 semanas. Em seu lugar, Mike White foi o QB titular da equipe, e o que vimos foi algo fora de série: 405 jardas passadas na semana 8, segunda maior marca para um QB no seu primeiro jogo como titular (atrás apenas da estreia de Cam Newton na liga em 2011) e a maior marca da história da franquia desde Vinny Testaverde na semana 17 de 2000.



Al Pereira/Getty Images


Nas duas semanas da equipe sem Zach Wilson, foram 30+ pontos e 480+ jardas totais em cada jogo. Com Wilson, 13.3 PPG e 272.3 jardas totais, números bem abaixo. Elijah Moore, WR draftado na segunda rodada do draft de 2021, também aumentou seus números após a saída de Wilson. Entre as semanas 1-7, foram 1.8 recepções por jogo, 15.8 jardas por jogo e nenhum TD. Nas duas últimas semanas, foram 6.5 recepções por jogo, 75.7 jardas recebidas por jogo e 2 TDs. Wilson não teve nenhum jogo com 100+ de rating na temporada. Mike White na semana 8 e Josh Johnson na semana 9 terminaram com 100+ de rating. Obviamente, Wilson é o futuro da equipe e tem muito potencial. Mas ainda precisa ser lapidado e, até o momento, a equipe joga melhor sem ele.



Mike White comemorando uma conversão de 2 pontos em partida contra o Cincinnati Bengals. Créditos: Sarah Stier/Getty Image


Palpites


Só uma zebra histórica tira a vitória do Buffalo Bills nesta partida.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png