• Mateus Bertuol

Bengals e Bears se enfrentam após jogos difíceis na semana 1

Depois de uma grande vitória sobre os Vikings, o Cincinnati Bengals viaja para Chicago em busca da segunda vitória seguida, enquanto o Chicago Bears tenta sua primeira vitória depois de uma dura derrota no Sunday Night.



Cincinnati Bengals


O quarterback Joe Burrow teve bom primeiro jogo, acumulando 20/27 passes para 261 jardas, 2 touchdowns e está no grupo de quarterbacks que não foi interceptado na primeira semana. Sua linha ofensiva, que o deixou na mão em 2020, cedeu 5 sacks para a DL dos Vikings, que tem bons nomes, mas é inferior à de Chicago, então para domingo o trabalho da OL vai precisar ser bem melhor.


A conexão Burrow>Chase rendeu no primeiro jogo e fez com que Chase fosse o recebedor com maior produção da franquia, tendo 5 recepções para 101 jardas e 1 TD. A secundária de Chicago não teve um bom jogo defendendo o passe contra os Rams, então Chase pode aparecer no próximo duelo. Joe Mixon teve uma grande produção no jogo terrestre, mas com uma sobrecarga de jogadas, enquanto ele participou de 29 jogadas terrestres, o segundo que mais participou foi Samaje Perine, com apenas 5 carregadas.


USA TODAY Sports

A linha defensiva também teve um desempenho sólido, conseguindo 3 sacks e defendendo bem a corrida, ponto que será muito importante para vencer o duelo contra os Bears. Aproveitar os pontos fracos da OL de Chicago pode fazer com que jogadores como BJ Hill apareçam novamente.


Conter o jogo terrestre e torcer para que Joe Burrow sobrevive em meio a pressão adversária e tenha um bom desempenho são as chaves para a vitória de Cincinnati no próximo domingo.


Chicago Bears


É muito difícil apontar quem foi o principal culpado pela derrota no domingo em cima de tantas falhas da equipe. O head coach Matt Nagy vem tendo decisões muito contestadas desde a pré-temporada e nesse jogo seu trabalho foi de longe o mais criticado, melhorar seu plano de jogo precisa ser um ponto para domingo.


David Montgomery foi um dos poucos pontos positivos no ataque e deve ser mais utilizado domingo. Uma boa produção terrestre abre espaço para o play action que ajudaria Andy Alton contra seu antigo time, mas Matt Nagy também precisa colaborar para que isso funcione.


NBC Sports

Justin Fields já mostrou que pode entregar mais do que Dalton, mas pelo jeito vai demorar para que ele assuma de vez a titularidade, então Andy Dalton deve carregar o piano, ou prejudicar o ataque, por mais algum tempo. A defesa dos Bengals é bem inferior à dos Rams, então as chances de Dalton sofrer tanto na semana 2 são mais baixas.


Allen Robinson deve ser mais acionado no ataque, com mais passes longos, e o front seven, que ficou com apenas 1 sack no último jogo, deve ser muito mais agressivo pra cima da frágil OL de Cincinnati. O coordenador defensivo Sean Desai também tem que mostrar um melhor trabalho nessa semana, porque a cobertura nos passes longos foi uma grande dificuldade contra Los Angeles.


Palpite


Mesmo com um péssimo desempenho na semana 1, coloco os Bears como favoritos para esse jogo, mas não por muito. As chamadas nos dois lados da bola devem ser melhores para que a equipe consiga a vitória, e os Bengals já mostraram que podem surpreender quando são azarões. Um deslize e Joe Burrow e companhia podem cometer o crime em Chicago.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png