• Lucas Ventura

Bengals dominam e saem vitoriosos em Cincinnati

Mesmo já tendo superado os metalúrgicos mais cedo nessa temporada, Bengals x Steelers prometia ser um jogo pegado e muito competitivo, devido a todas as complicações que poderia ter para o futuro dessas franquias nessa temporada e para a própria AFC North como um todo. Contudo, o que se viu em campo foi um Steelers doente, enquanto Cincinnati, como um time digno de pós-temporada, soube administrar a vantagem sólida que construiu e saiu com a vitória.



Demonstrando saber claramente o que precisavam fazer para sair com a vitória, Cincinnati abriu o placar logo no primeiro drive, com mais de cinquenta jardas corridas de Joe Mixon apenas nessa campanha. Logo ficou claro que os Bengals ditariam o ritmo do jogo, e o RB da equipe foi um dos principais responsáveis por essa dominância da equipe logo no início, visto que a administração de relógio foi um dos pontos que limitou os Steelers à apenas três pontos na primeira metade.


Yahoo Sports.

Se não bastasse a força do ataque corrido, Burrow e companhia também se mostraram superiores a defesa dos Steelers, que não conseguia esboçar uma resposta para as boas jogadas que o quarterback vinha distribuindo durante toda a partida. Sendo assim, Pittsburgh se viu dominado em ambos os lados da bola, pois ao mesmo tempo em que a defesa se mostrava incapaz de parar Burrow, o ataque, que já dava sinais de deficiência desde o começo da temporada, evidenciou aquela que deve ser sua maior deficiência já há algum tempo: Ben Roethlisberger.


Já faz algumas temporadas que a necessidade da aposentadoria do QB dos Steelers vem sendo ventilada nos bastidores da NFL. Contudo, desde a rodada de Wild Card do ano passado, a atuação do jogador vem beirando o vexaminoso em várias partidas, e mesmo possuindo bons números, espectadores de seus jogos sabem o quanto Ben é limitado e não consegue produzir uma fração do que fez no passado em seus melhores dias como um Steeler.


Yahoo Sports

Contra uma defesa que não tinha nenhum grande número para chamar de seu, e que não havia se destacado em nenhum quesito até o momento na NFL, o quarterback de Pittsburgh se viu completamente incapaz de comandar as campanhas até a endzone, sendo ineficiente em pontuar e amargando turnovers, dentre elas uma pick six, que arruinou a moral dos Steelers no final do segundo quarto.


Podendo ter saído de Cincinnati como um forte candidato na briga por Playoffs, a derrota faz com que os Steelers amarguem a lanterna da AFC North, com cinco vitórias, cinco derrotas e um empate (contra o Detroit Lions!) e a necessidade de trazer um novo QB para a franquia pressionando cada vez mais técnicos e executivos da franquia, que veem Ben Roethlisberger a cada partida, manchar o legado que havia construído na franquia de Pittsburgh.


Já do outro lado, Burrow vem provando nessa temporada que tem tudo para ser um dos principais quarterbacks da liga nos próximos anos, e que uma vez saudável e com boa proteção, está mais do que apto para fazer desde o básico da função até big plays decisivas em momentos importantes. Com isso, Cincinnati ostenta o segundo lugar na AFC NORTH, atualmente com a seed 5 da conferência, mas seguindo de perto o líder Baltimore Ravens, a quem já derrotaram previamente nessa temporada e com o vindouro embate entre as duas franquias na semana 16 prometendo ser o divisor de águas da divisão e quem sabe até mesmo de toda a conferência.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png