• Mateus Bertuol

Bears possuem segundas entrevistas com 3 nomes para vaga de head coach

Na busca por um novo treinador após a demissão de Matt Nagy, o Chicago Bears agendou novas entrevistas com 3 candidatos: Matt Eberflus, coordenador defensivo dos Colts, Dan Quinn, coordenador defensivo dos Cowboys e Jim Caldwell, ex-assistente de head coach e treinador de QBs dos Dolphins.



Duas semanas após dispensarem seu head coach e seu General Manager, as buscas por novos comandantes estão quentes pelos lados de Chicago. Para a vaga de GM, os nomes mais fortes que circulam no momento são de Ryan Poles, diretor executivo do Kansas City Chiefs, Monti Ossenfort, diretor do Tennessee Titans e Eliot Wolf, do front office dos Patriots, segundo Ian Rapoport e Mike Garafolo. Já para a função de head coach, a equipe solicitou segundas entrevistas com 3 nomes:


Matt Eberflus


Coordenador defensivo do Indianapolis Colts desde 2018, Eberflus foi o primeiro a ter uma segunda entrevista agendada com Chicago, de acordo com Tom Pelissero, que também reportou o interesse do Jacksonville Jaguars no DC de Indianapolis para a vaga de head coach.


Matt Eberflus possui uma longa experiência como treinador, que começou em 1992 na Universidade de Toledo, em Ohio. Ele permaneceu lá até 2000 e depois recebeu a chance de ser coordenador defensivo pela primeira vez na carreira, na Universidade de Missouri. Após um bom trabalho em Missouri, Eberflus foi contratado como treinador de LBs do Cleveland Browns, em 2009. Em 2011, ele foi para Dallas exercer a mesma função e lá ficou até 2017, sendo também coordenador do jogo aéreo defensivo dos Cowboys nos últimos dois anos.


Em 2018, Eberflus foi contratado para a vaga de coordenador defensivo do Indianapolis Colts, cargo que ele ocupa até o presente momento. A unidade defensiva dos Colts foi muito bem gerando turnovers e deu um salto tanto na defesa contra o passe, mas principalmente contra a corrida após sua chegada. Pela experiência treinando LBs, Eberflus ajudou muito no crescimento de Darius Leonard, que se tornou um dos principais linebackers da NFL. Contudo, o ponto fraco da sua defesa tem sido o pass rush, e a unidade foi a segunda pior da liga em porcentagem de pressões na última temporada.


Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

Dan Quinn


De acordo com um report de Ian Rapoport e Mike Garafolo nesta segunda-feira (24), os Bears solicitaram uma segunda entrevista com o atual DC do Dallas Cowboys, Dan Quinn.



Quinn iniciou sua carreira na NFL ainda em 2001, quando foi treinador de controle de qualidade defensiva do San Francisco 49ers, mas seu maior destaque foi no Seattle Seahawks entre 2013 e 2014, quando comandou a Legion of Boom.


Após o grande desempenho na defesa dos Seahawks, chegando ao título do Super Bowl XLVIII e consolidando a unidade como uma das melhores da história, Quinn recebeu a chance de ser head coach no Atlanta Falcons, onde iniciou muito bem, mas após perder o Super Bowl LI, seu trabalho foi caindo de nível, o que ocasionou na sua saída da franquia de Atlanta em 2020.


Jonathan Bachman/Getty Images

Na última temporada, Dan Quinn voltou a ser coordenador defensivo, agora no Dallas Cowboys. Sua defesa possuiu ótimos números gerando turnovers, com destaque para Trevon Diggs, líder da NFL com 11 interceptações. O DC também ajudou na produção do calouro Micah Parsons, que terminou o ano com 13 sacks. Entretanto, os grandes problemas da unidade foram a quantidade de jardas cedidas e o número de faltas, que foi um grande auxiliar para a eliminação contra os 49ers.


Jim Caldwell


Juntamente com Quinn, Jim Caldwell foi alvo de Chicago nesta segunda-feira (24), como reportaram Mike Garafolo e Ian Rapoport. Com 67 anos, Caldwell teve seu auge dentro da NFL quando foi head coach do Detroit Lions, entre 2014 e 2017.


Todavia, sua experiência na comissão técnica começou há muito tempo, em 1977, na Universidade de Iowa. Caldwell ficou no College até 2000 e em 2001 estreou na NFL, como treinador de quarterbacks do Tampa Bay Buccaneers. Depois de Tampa Bay, ele passou por Colts, onde foi assistente e treinador de QBs de 2002 a 2008 e head coach de 2009 a 2011, Ravens, onde atuou como treinador de QBs e coordenador ofensivo, até ser head coach nos Lions, em 2014, onde foi seu ponto mais alto da carreira.


Leon Halip/Getty Images

Jim Caldwell deixou Detroit em 2017, com um recorde total de 36 vitórias e 28 derrotas e desde sua saída os Lions não tiveram mais temporadas com recorde positivo e nem idas aos playoffs, o que Caldwell conseguiu em 2016. Em 2019 ele voltou à NFL para fazer parte da comissão técnica de Brian Flores, nos Dolphins, mas deixou a franquia para lidar com problemas de saúde. No início deste ano, ele também já foi entrevistado, como Matt Eberflus, para a vaga de head coach dos Jaguars, segundo Ian Rapoport.


Além destas opções, segundo artigo publicado no USA TODAY Sports, Chicago já completou entrevistas com Todd Bowles, DC dos Buccaneers, Brian Daboll, OC dos Bills, Brian Flores, ex-head coach dos Dolphins, Leslie Frazier, DC dos Bills, Nathaniel Hackett, OC dos Packers, Byron Leftwich, OC dos Buccaneers e Doug Pederson, ex-head coach dos Eagles.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png