• Mateus Bertuol

Bears demitem Matt Nagy e Ryan Pace

A segunda-feira pós temporada regular sempre é agitada e neste ano as movimentações em Chicago ocorreram logo cedo. A equipe demitiu o head coach Matt Nagy e o general manager Ryan Pace e deve começar uma reconstrução em 2022.



O ciclo de Matt Nagy e Ryan Pace em Chicago chegou ao fim nesta segunda-feira (10). De acordo com informações de Adam Schefter, Ian Rapoport e Tom Pelissero, a equipe demitiu seu treinador, após 4 anos, e seu general manager, que estava na franquia desde 2015.


Pace chegou nos Bears em 2015 vindo do New Orleans Saints e acumulou um recorde de 48 vitórias e 65 derrotas em todo seu ciclo por Chicago. Em 7 temporadas, Pace conseguiu uma campanha positiva em apenas uma (2018) e possui muitas escolhas questionáveis, como a seleção de Mitchell Trubisky no Draft de 2017.


Pace oscilou entre escolhas de Draft e trocas bem produtivas, como Eddie Jackson e Tarik Cohen na quarta rodada de 2017 e a troca por Khalil Mack em 2018, mas a seleção de Trubisky antes de Patrick Mahomes e Deshaun Watson nunca será esquecida. No ano passado, Ryan Pace conseguiu selecionar Justin Fields e outros bons jogadores, fazendo o Draft de Chicago ser eleito um dos melhores da liga.


Para treinadores, Pace contratou John Fox em seu primeiro ano com a franquia e Matt Nagy em 2018.


Quinn Harris/Getty Images

Nagy chegou aos Bears vindo do Kansas City Chiefs, onde foi coordenador ofensivo e técnico de quarterbacks. Antes disso, Nagy também trabalhou na comissão técnica de Andy Reid no Philadelphia Eagles desde 2008, e se mudou em 2013 juntamente com o head coach para Kansas City.


Sua primeira temporada em Chicago foi muito produtiva, mas foi sua única em alto nível. Em 2018, Nagy levou os Bears a um recorde de 12-4, vencendo a NFC North e chegando aos playoffs pela primeira vez desde 2010. A alta produção em 2018 lhe rendeu o prêmio de técnico do ano, contudo, o head coach não teve sucesso na pós-temporada, e em duas aparições (2018 e 2020) acumula duas derrotas.


No total, Matt Nagy ficou 4 anos em Chicago, conseguindo um recorde de 34 vitórias e 31 derrotas. Sua saída já era esperada após esta última temporada, mas a queda juntamente com Ryan Pace indica que Chicago vai apostar numa reformulação completa. E para você torcedor, quem deve ser o head coach que terá a missão de desenvolver Justin Fields?

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png