• Mateus Bertuol

As consequências das punições da NFL aos Packers e Aaron Rodgers

Após Aaron Rodgers testar positivo para COVID-19, uma das perguntas mais frequentes era qual seria a punição ao QB e ao time. Porém, a liga apenas multou ambas as partes e segundo a NBC Sports, isso causou uma revolta com outros times.



Mais um capítulo na novela Aaron Rodgers de 2021 foi escrito. Desta vez, o quarterback, que afirmou estar “imunizado” meses atrás, testou positivo para COVID-19, e a notícia de que ele não estaria vacinado veio à tona. Com isso, uma série de protocolos foram descumpridos por Rodgers (que deveria seguir as regras dos não vacinados), mas as punições para o caso foram bem mais leves do que o esperado.


A NFL confirmou que multou o quarterback em US $14.650, enquanto o time em US $300.000. Outro que testou positivo, o WR Allen Lazard, também foi punido com o mesmo valor de Rodgers e ambos já devem voltar para o jogo contra o Seattle Seahawks, na semana 10.


Os protocolos aplicados pela NFL a jogadores não-vacinados são muito mais rígidos e Rodgers descumpriu uma série deles, como não utilizar máscara nas entrevistas, o que é obrigatório para não-vacinados. Contudo, segundo a NBC Sports, a liga puniu o QB apenas por ser flagrado sem máscara em uma festa de halloween com companheiros de time, abandonando as outras regras descumpridas pelo atual MVP, o que causou uma indignação em algumas outras franquias.


Na sua última partida, os Packers venceram os Cardinals por 24 a 21. Créditos: Christian Petersen/Getty Images

O portal New York Post também comparou a situação de Rodgers com o New Orleans Saints em 2020. Na ocasião, a equipe da NFC South, além de uma multa, perdeu uma escolha de sétima rodada por uma “celebração no vestiário sem máscara” após uma vitória sobre o Tampa Bay Buccaneers.


O presidente do Green Bay Packers, Mark Murphy, também se posicionou quanto à investigação da NFL:


“Nós respeitamos as descobertas da liga e reconhecemos a importância da adesão aos protocolos de COVID para manter nosso time e organização seguros e saudáveis. Nós continuaremos educando o time sobre a importância dos protocolos e continuaremos comprometidos em operar dentro dos protocolos”.

Rodgers deve voltar a campo no domingo (14) contra o Seattle Seahawks. Créditos: Jeffrey Phelps/AP

Aaron Rodgers também se pronunciou sobre não ter se vacinado em uma aparição no “The Pat McAfee Show”, podcast do ex-punter dos Colts, Pat McAfee.


“Eu sou um atleta, não sou um ativista. Por isso, vou voltar a fazer o que eu faço de melhor, que é jogar futebol americano. Eu compartilhei minhas opiniões. Isso não foi uma coisa que veio a ser levianamente (irresponsavelmente). Envolveu muitos estudos e o que eu senti que seria o melhor para o meu corpo. Mas mais comentários eu vou manter entre mim e meus médicos”.

Rodgers já possui 1894 jardas passadas e 17 touchdowns na temporada. Após ser substituído por Jordan Love na derrota para os Chiefs, ele deve estar de volta nesta semana para continuar conduzindo o ataque de Green Bay, por enquanto líder da NFC North.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png