• Gabriel Pedrão

Antonio Brown é acusado de falsificar comprovante de vacinação

Depois de Aaron Rodgers, outro jogador da liga entrou em polêmicas envolvendo a sua vacinação, com o alvo da vez sendo Antonio Brown, atual wide receiver do Tampa Bay Buccaneers. O Tampa Bay Times divulgou uma matéria exclusiva sobre o recebedor na última quinta-feira (18), onde Steven Ruiz, chef pessoal do atleta, disse que Brown e sua namorada, a modelo Cydney Monreau, estavam buscando alternativas para se livrar da vacinação no país, estando dispostos a pagar até 500 dólares por um comprovante de vacinação da Johnson & Johnson.



Para comprovar a situação, o chef disponibilizou prints das suas conversas com Monreau. As mensagens, datadas em 2 de julho, começavam com Cydney dizendo “Você pode arrumar os cartões (comprovante de vacinação) da COVID?”. Steven responde com “Eu posso tentar” e a modelo insiste “Doses da J&J. Ab disse que pode te dar $500”. Depois das mensagens, o chef não conseguiu os cartões, porém, semanas depois, o jogador teria lhe mostrado os comprovantes falsificados.


Conversas divulgas por Steven Ruiz/Tampa Bay Times

Assim, as franquias estavam fotografando os cartões dos seus jogadores e encaminhando para a liga o mais rápido possível, a fim de agilizar a documentação e se livrar dos antigos protocolos de treinamentos. Com isso, Alex Guerreiro, personal dos Bucs, foi à casa do atleta para realizar o procedimento, não detectando qualquer irregularidade, encaminhando-o para o controle de infecções de liga.


Após as acusações, o advogado de Antonio se pronunciou sobre o caso:


“Antonio Brown entende a gravidade da pandemia, é por isso que ele tomou a vacina e aconselha todos a se imunizar”, escreveu Sean Burstyn, advogado do atleta, continuando com “O Coronavirus o atingiu perto de casa, pois o tirou de um jogo. Ele está saudável, vacinado e pronto para vencer outro Super Bowl”.

AP Photo/Chris O'Meara

A franquia do atleta quis seguir por outro caminho, defendendo os protocolos sanitários e as validações pelas quais os comprovantes dos atletas passaram:


“Depois de um extenso processo educacional conduzido em toda a nossa organização na entressafra passada, destacando os benefícios das vacinas COVID-19, recebemos os cartões de vacinação de todos os jogadores do Tampa Bay Buccaneers e enviamos as informações necessárias para a NFL por meio do processo estabelecido de acordo com a liga política. Todos os cartões de vacinação foram revisados ​​pelo pessoal dos Buccaneers e nenhuma irregularidade foi observada.”

Antonio Brown já não possui uma das melhores reputações da NFL. Em 2019, a preparadora física Britney Taylor processou o jogador por violência sexual, com Antonio a processando por difamação logo em seguida. O processo se encerrou neste ano, após um acordo entre as partes, porém, em 2020 o jogador acabou suspenso por oito semanas após uma investigação particular da NFL. No mesmo ano em que Britney o processou, uma artista plástica acusou Antonio por “conduta sexual inadequada”, mas decidiu não processá-lo judicialmente.


Por enquanto, a NFL não abriu uma investigação sobre a vacinação do recebedor, além do HC dos Bucs, Bruce Arians, ter divulgado que todo o seu elenco e staff estavam vacinados contra a COVID-19.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png