• Lucas Rocha

Allen Hurns fora por 3 meses

Os torcedores do Miami Dolphins podem - e devem - ficar decepcionados com Allen Hurns. O recebedor chegou em 2019 na equipe, mas jogou apenas 14 jogos. Em 2020, o WR deu opt-out devido à pandemia da Covid-19 e, quando se achava que o veterano ajudaria o desenvolvimento de Tua Tagovailoa, Hurns machucou o pulso e terá que passar por cirurgia, tirando-o de ação por 3 meses, de acordo com o insider Adam Schefter, da ESPN americana.



A lesão, porém, pode acabar tirando Hurns da temporada inteira. O recebedor de 29 anos volta, teoricamente, no final do ano. Porém, dependendo de como a temporada do Dolphins estiver, é bem capaz que Hurns nem chegue a jogar (podendo, inclusive, ser cortado da equipe).


Paul Bereswill/Getty Images

Allen Hurns chegou ao Miami Dolphins em 2019 e, como backup de DeVante Parker, teve 32 recepções para 416 jardas e 2 TDs. Em 2020, em meio ao opt-out devido ao Covid-19, Hurns assinou um novo contrato, com duração até 2022. Para a próxima temporada, o salário base de Hurns é de $1.875.000 dólares, e o dead cap (valor que o Dolphins terá que pagar, independentemente se o recebedor jogar pela equipe ou ser trocado/dispensado) é de $2.116.667 dólares.


Michael Ainsworth/Associated Press

Embora Hurns esteja praticamente de fora da temporada, o Dolphins foi atrás de armas o QB Tua Tagovailoa. A equipe contratou Will Fuller (ex-Texans) na free agency e usou a 6ª escolha geral do draft em Jaylen Waddle. Além deles, Albert Wilson voltou após dar opt-out na temporada passada.


Caso Hurns jogue durante essa temporada, será apenas no mês de dezembro. Mas, ao que tudo indica, a chance de Hurns ser cortado é grande.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png