• Pedro Zaniol

Alejandro Villanueva anuncia a sua aposentadoria após 7 temporadas

Aos 33 anos e depois de 7 temporadas jogando na NFL, o offensive tackle Alejandro Villanueva anunciou a sua aposentadoria dos gramados. 6 dessas temporadas foram no Pittsburgh Steelers, onde foi para o Pro Bowl em 2017 e 2018, e na sua última temporada, jogou no Baltimore Ravens.



A história de vida de Villanueva e como ele chegou na NFL são realmente incríveis. Ele nasceu no dia 22 de setembro de 1988, na base Naval de Meridian, no Mississipi. Filho de Ignacio Villanueva, um oficial da Marinha Espanhola que trabalhava na OTAN. Se mudou ainda criança para a Europa e viveu na Espanha e na Bélgica. Jogava Rugby, e quando foi fazer o high school na SHAPE, em Casteau, Bélgica, começou a jogar futebol americano. SHAPE, é uma escola militar norte-americana localizada na Europa, para que filhos de militares americanos, e de outras nacionalidades que trabalhem na OTAN, estudem.


Um amigo seu da escola foi recrutado para jogar no time de futebol americano do exército, o Army Golden Knights. O amigo contou aos treinadores sobre esse colega dele que jogava na posição de tight end e tinha 2,06m de altura e pesava 126kg. Os treinadores mantiveram contato e chamaram Villanueva para o time.


Danny Wild/USMA

Quando chegou em Army em 2006, foi convertido para a posição de Defensive End, mas jogou apenas nos times especiais. Durante o seu segundo ano, o treinador de linha ofensiva John Tice pediu para que ele virasse jogador de linha. No final da temporada já estava jogando como left tackle. No terceiro ano, foi titular em todos os jogos como left tackle. No quarto e último ano, virou capitão do time, e a contragosto, mas sempre obedecendo ordens, teve que mudar de posição mais uma vez, dessa vez para wide receiver. Se tornando um dos maiores jogadores da história da posição com mais de 2m de altura e mais de 130kg.


Ele acabou não sendo selecionado por nenhum time na NFL no draft de 2010, fez um teste na posição de tight end para o Cincinnati Bengals, mas não foi contratado. Por conta disso, ele voltou para o exército e fez carreira por lá. Ficou no exército de 2010 até o final de 2014, durante esse período, foi 3 vezes para lutar no Afeganistão, ficando um total de 20 meses por lá. Pelos seus serviços prestados, recebeu uma medalha de bronze por resgatar soldados feridos durante ataque inimigo.


Em 2014, depois de participar de alguns tryouts, assinou um contrato para jogar como Defensive End no Philadelphia Eagles. Como ficou muitos anos no exército e na guerra, Villanueva estava muito mais magro, pesando 105kg, e precisava ganhar peso. Durante o training camp, ganhou 18kg. Porém, depois dos jogos de pré-temporada, acabou cortado do time. Só que logo depois que foi cortado, o Pittsburgh Steelers o contratou para seu pratice squad. Isso aconteceu pois durante o jogo de pré-temporada entre Steelers e Eagles, Mike Tomlin viu o jogador e se impressionou com a agilidade dele para todo aquele tamanho. Só que Tomlin o via como um offensive tackle. Ficou a temporada toda no pratice squad aprendendo as habilidades necessárias para a posição e ganhando peso. Ao fim da temporada, estava pesando 153kg, ganhando absurdos 48kg em quase 1 ano.


Tommy Gilligan-USA TODAY Sports

Em 2015, assinou um contrato com o time, começou os 6 primeiros jogos como reserva, entrando em situações especiais, mas com a lesão do titular Kelvin Beachum, virou titular. A partir daí começou usa sequência espetacular de 107 jogos como titular por Pittsburgh Steelers e Baltimore Ravens, sequência essa que termina com a sua aposentadoria.


Alejandro Villanueva tem uma incrível história de superação e força de vontade, e seus feitos na liga e protegendo a população americana ficaram guardados para sempre. Gostou da história? Fale para a gente nos comentários.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png