• Lucas Rocha

Adam Thielen tem carreira lendária e comparável à de Jordy Nelson

A carreira de Adam Thielen caminha para ele se tornar um dos jogadores mais importantes da história do Minnesota Vikings. Tendo sido contratado pela equipe como undrafted free agent, em 2014, Thielen provou ano após ano que merecia uma chance, e aproveitou todas que foram dadas para ele. Embora dificilmente entre para o Hall da Fama da NFL, é quase certo que Thielen seja eleito para o Ring of Honor do Vikings, uma espécie de Hall da Fama da própria equipe.


Em suas oito temporadas na equipe, Thielen se tornou um dos melhores jogadores da história da franquia, sendo o quarto com mais alvos na história da franquia (669), quinto em recepções (464), sétimo em jardas recebidas (5.996) e quinto em touchdowns (49). Além disso, Thielen é o recordista em jogos com 100+ jardas recebidas na NFL, com 8, e mais jogos seguidos de abertura da temporada com 100+ jardas, também com 8. Aos 32 anos, as chances de Thielen entrar para o Hall da Fama da NFL é baixa, a não ser que o jogador tenha um crescimento surpreendente em seus últimos anos da carreira. Mas, embora não receba tanta atenção da liga, Thielen é um dos jogadores mais amados pelos fãs, não só pelas suas estatísticas como por ser um jogador natural de Minneapolis. Há um outro WR do principal rival do Vikings que tem a carreira praticamente igual a Thielen.



Escolhido na segunda rodada do draft de 2008, o WR Jordy Nelson teve uma carreira semelhante a de Thielen. Nelson só assumiu a titularidade na temporada 2011, justamente a que levou o Packers ao Super Bowl, e embora seja um dos maiores nomes da história da franquia e um dos jogadores mais carismáticos entre a torcida do Packers, dificilmente será eleito para o Hall da Fama da NFL. Com quatro temporadas para 1000+ jardas recebidas, Nelson é o terceiro com mais alvos na história do Packers (836), quarto em recepções (550), sexto em jardas recebidas (7.848) e terceiro em touchdowns (69). Jordy Nelson também receberá a honra de se juntar ao Ring of Honor do Green Bay Packers, embora dificilmente seja eleito para o Hall da Fama.


Nelson e Thielen não são jogadores Hall da Fama do esporte. Mas, mais que isso, ambos entraram desacreditados nas suas equipes e provaram ano após ano que mereciam estar lá, se tornando lendas em suas respectivas franquias. O Hall da Fama é apenas uma prova de sua importância para a NFL e, sejamos sinceros, nenhum dos dois precisa provar mais nada para ninguém. São lendários, importantes, jogadores que deram tudo de si dentro de campo. Essa entrega é, para a torcida e para a franquia, mais importante do que o nome do jogador em Canton.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png