• Anna Carolina

6 possíveis destinos para Julio Jones

Apesar dos rumores estarem rolando há algumas semanas, era difícil acreditar que Julio Jones sairia do Atlanta Falcons. A entrevista para o programa Undisputed, da Fox americana, porém, fez a desconfiança voar pelos ares. O jogador veio à público disse que não voltaria para Atlanta nesta temporada. “Eu quero vencer”, Jones afirmou.


O cenário dos Falcons não chega a ser um dos piores, muito pelo contrário. Mesmo com Tampa Bay reinando absoluto na NFC South, os falcões são considerados hoje a segunda força da divisão. Vale lembrar que Carolina ainda vive um momento de dúvida com Sam Darnold, e os Saints estão em franco processo de reconstrução. Atlanta é um forte favorito para a vaga de wild card, além de ter feito as alterações necessárias. Arthur Smith, o novo head coach, é capaz de potencializar o ataque de Matt Ryan, sem contar com o calouro Kyle Pitts, o unicórnio em forma de tight end. Além disso, há o próprio Matt Ryan: apesar de ter passado dos 30, ainda tem gasolina no tanque.


Esse futuro promissor, entretanto, não encheu Julio Jones de esperança – e isso faz sentido. Com 32 anos, o jogador vê as suas chances de ganhar um anel de Super Bowl diminuindo a cada temporada (Jones e os Falcons perderam o Super Bowl 51 para os Patriots). Para o melhor wide receiver da sua geração – e um dos melhores da história da NFL -, terminar a sua carreira sem um título é algo frustrante.


Com um currículo extenso, Jones seria o WR1 dos sonhos de qualquer franquia. Algumas, como Titans e Packers, têm necessidades na posição, mas o teto salarial não é alto o suficiente [para manter Aaron Rodgers valeria, certo, Packers?]. De acordo com reports do portal The Athletic, os times não estão dispostos a pagar uma pick de primeira rodada para os Falcons antes do próximo draft. O mais lógico, portanto, seria utilizar o salary cap – e são poucos os times candidatos a contêiner com dinheiro em caixa.


1. New England Patriots


Segundo o insider Michael Holley, da NBC Sports Boston, Julio Jones tem o interesse de jogar com Cam Newton. O cenário é um dos melhores possíveis para isso acontecer: New England tem espaço na folha salarial, além de poder reestruturar contratos, caso precise. Sem contar que, com a aposentadoria de Julian Edelman, a vaga de WR1 está em aberto. Tre Nixon é um calouro que precisa desenvolver, e nem Nelson Agholor, nem Kendrick Bourne tem o mesmo talento (e cacique) do que Jones. A chegada dele mudaria completamente o patamar do corpo de recebedores dos Pats.

Criador: Harry How. Créditos: Getty Images. All rights reserved.

Apesar de haver dúvidas na posição de QB – se Cam Newton continua, ou Mac Jones estreará antes -, Julio Jones seria uma arma mais do que interessante para ambos QBs, em especial Mac Jones. O único ponto negativo seria o fato de New England não ser um contêiner ao título hoje. Isso talvez diminuiria o interesse do wide receiver em ir para o time de Bill Belichick. Porém, ainda é uma boa aposta.


2. Kansas City Chiefs


Que o Kansas City Chiefs ficaria ainda mais apelão (e insuportável) com a adição de Julio Jones, isso todo mundo sabe. Mas, ainda assim, a troca faria sentido para ambos os times: os Chiefs têm escolhas interessantes no próximo draft, e, para Jones, jogar com Patrick Mahomes no playbook de Andy Reid seria o mesmo que chegar no paraíso. O melhor de dois mundos.


O empecilho para troca, porém, seria o teto salarial dos Chiefs. O time possui menos de 10 milhões de dólares disponíveis na folha, e para contratar o wide receiver, teria que reestruturar contratos ou cortar jogadores. Dispensar Frank Clark ou Tyrann Mathieu, os dois contratos mais caros, não seria uma ideia boa. Porém, para ter Julio Jones se juntando à Mahomes, Travis Kelce e Tyreek Hill, valeria a pena.


Criador: Jay Biggerstaff. Crédito: Reuters. Direitos autorais: USA TODAY Sports.

3. Los Angeles Chargers


O bom draft dos Chargers, que endereçou em Rashaun Slater proteção ao seu quarterback, além do próprio Justin Herbert, podem atrair a atenção de Jones para a ensolarada Los Angeles. Além disso, os Chargers têm espaço na folha salarial e escolhas de draft para a troca.


Apesar de Keenan Allen ser um recebedor com muito talento, ele sozinho não tem efeito. Mike Williams está em seu último ano de contrato e Josh Palmer ainda precisa de desenvolvimento. Jones seria o nome perfeito para completar Allen, além de potencializar ao extremo o ataque talentoso. Com o Calouro Ofensivo do ano passado, os Chargers têm tudo para disputar as cabeças da AFC nos próximos anos – e isso pode atrair muito Julio Jones.


Criador: Harry How. Créditos: Getty Images.

4. Indianapolis Colts


Chris Ballard, general manager dos Colts, não tem o costume de realizar grandes trocas. Entretanto, para ter um jogador duas vezes All-Pro no time, valeria abrir uma exceção. Os Colts têm um bom espaço na folha salarial e um elenco bem montado. Com Julio Jones, as ambições do time de Indiana se ampliariam – sem contar que Carson Wentz receberia um excelente alvo, algo que ele não tinha no Philadelphia Eagles.


A questão aqui seria melhorar um corpo de recebedores já bom, com Michael Pittman e T.Y. Hilton (apesar dele estar com queda no rendimento). A linha ofensiva também é boa, e com a chegada de Eric Fisher, tem tudo para melhorar ainda mais. Seria um bom destino para Julio Jones.


Criador: Trevor Ruszkowski. Créditos: USA TODAY Sports.

5. San Francisco 49ers


Seria o reencontro de Julio Jones com Kyle Shanahan: logo o técnico com quem o WR teve uma de suas melhores temporadas em 2016 e chegou à final do Super Bowl. Mais do que ninguém, Shanahan sabe como explorar o talento de Jones. Mesmo sem ter escolhas de drafts suficientes (foram reduzidas pela escolha de Trey Lance este ano), o espaço no salary cap tornaria tranquila a troca.


Apesar de não ser uma necessidade do time, no quesito de não precisar de um WR estrela no elenco, o histórico vitorioso de Jones e Shanahan ajudaria os 49ers a subir (ainda mais) de patamar. A chegada do WR seria positiva até para Trey Lance, pois ajudaria em seu desenvolvimento na liga.


6. Buffalo Bills


Ok, Buffalo não tem espaço na folha salarial, diferente dos times citados acima. Porém, diferente de todos, tem o que Julio Jones mais quer: um contêiner candidato ao título. Para tirar Kansas City do trono absoluto da AFC, vale tudo. Josh Allen, Stefon Diggs e Julio Jones seriam munição pesada contra Mahomes e companhia. Valeria a pena cometer uma pequena loucura por essa chance.


Criador: Christian Petersen. Créditos: Getty Images.

O destino de Julio Jones ainda renderá muitos capítulos. Assim como é possível que ele saia, é também provável que ele permaneça em Atlanta, mesmo contra a vontade. Vale lembrar que, para os Falcons, trocar Jones seria quase dar um tiro no pé. Resta esperar as cenas dos próximos capítulos, que deverão vir em breve.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png