• Aloisio Junior

49ers seguram recuperação dos Eagles e vencem na Philadelphia

Com boas partidas de Garoppolo e Deebo Samuel, os Niners confirmam o favoritismo e começam a temporada com duas vitórias. Os Eagles controlaram o primeiro tempo, mas desperdiçaram inúmeras oportunidades, o que permitiu que San Francisco saísse do Lincoln Financial Field com a vitória por 17-11.



Do lado dos Eagles, a boa notícia é que o time conseguiu ser competitivo durante o jogo todo, controlando boa parte do jogo, um ótimo sinal para o decorrer da temporada. Dentro de uma divisão enfraquecida, o time surge como um forte candidato a vencer a vaga aos playoffs.


San Francisco com problemas no começo


O ataque do 49ers é baseado na capacidade do time ser produtivo em corridas em primeiras e segundas descidas, evitando situações de terceira para mais de 7 jardas, mas a defesa dos Eagles deixou esse plano em pedaços no início da partida. As primeiras sete tentativas do RB Elijah Mitchell no jogo terrestre resultaram na perda de uma jarda.


Drew Hallowell / Philadelphia Eagles

O ataque aéreo não começou muito melhor. Jimmy Garoppolo completou somente 3 dos 7 passes tentados para somente 18 jardas nas primeiras três campanhas. A dificuldade de mover a bola era tão grande, que os três primeiros drives terminaram em 3 and out, com punt após três tentativas.


O destaque da defesa dos Eagles era a linha defensiva, em especial o interior com Fletcher Cox e Javon Hargrave. A penetração que eles criaram tornava impossível correr contra o time. A superioridade permitia que a defesa colocasse menos jogadores responsáveis pelo jogo terrestre, ajudando o grupo a também frear os passes de San Francisco.


Eagles não aproveitam superioridade


Enquanto a defesa dos Eagles parava San Francisco, o ataque acelerava o ritmo para avançar em campo. Com bastante equilíbrio na seleção de jogadas, o time conseguiu conquistar situações de conversão de terceira descida favoráveis, mas, mesmo assim, Philadelphia teve que sair de campo sem touchdown no primeiro tempo.


Novamente, Jalen Hurts parecia muito confortável comandando o ataque com Run-Pass Options e Read Options, porém, diferentemente do jogo contra os Falcons na semana 1, teve mais situações de puro dropback quando o time se alinhou em Empty Formation. Nessas jogadas, Jalen Hurts foi capaz de fazer as leituras corretas e, quando apressado, utilizou a sua agilidade para escapar da pressão e conquistar jardas com scrambles.


Muito do mérito do ataque conseguir avançar ficou com a linha ofensiva que, além de abrir corredores para Miles Sanders, dava muito tempo para Hurts dentro do pocket apesar das blitzes enviadas pelos Niners. Contudo, toda essa superioridade não se tornou pontos no placar.


A primeira pontuação dos Eagles veio de um field goal de 45 jardas de Jake Elliott. Depois de uma campanha de 11 jogadas e 53 jardas, o ataque não conseguiu converter uma terceira para 3 e teve que se contentar com o chute que dava a liderança por 3 a 0.


Drew Hallowell / Philadelphia Eagles

Na campanha seguinte, a história se repetiu. Os Eagles avançaram 54 jardas em 10 jogadas, mas, novamente tiveram que sair de campo após falhar na conversão de uma terceira para 1. Para deixar a situação ainda pior, dessa vez, o kicker teve seu chute bloqueado.


Com bom posicionamento de campo devido ao bloqueio, mas com dificuldades de avançar, San Francisco fez um punt que colocou os Eagles de costas para a parede. Na primeira descida na própria linha de 3 jardas, a jogada mais bonita do jogo aconteceu.


Mesmo com a blitz enviada pelo 49ers, a linha ofensiva deu tempo suficiente para Hurts encontrar Quez Watkins em profundidade no mano a mano contra o defensor. O posicionamento perfeito da bola impediu que o safety fosse capaz de impedir o passe que terminou como uma recepção de 91 jardas.



Dentro da redzone, os Eagles fizeram de tudo para tentar colocar a bola dentro da endzone. Em uma quarta descida para o TD na linha de 3 jardas, Philadelphia tentou repetir o famoso Philly Special, porém não conseguiu pontuar. Apesar de dominar o jogo em todos os aspectos, os Eagles estavam vencendo por apenas 3 a 0.





49ers de volta para o jogo


Após parar Philadelphia na beira da própria endzone, o momento da partida parecia estar mudando de lado. San Francisco engatou uma bela sequência de jogadas dentro dos dois últimos minutos do segundo quarto.


Saindo da própria linha de 3 jardas, Garoppolo conseguiu avançar em campo rapidamente. Faltando apenas 25 segundos para acabar o primeiro tempo, o quarterback encontrou Deebo Samuel no meio do campo em um lindo passe que colocou o time em condições de pontuar antes do intervalo. Além do lançamento ter sido em uma pequena janela, ele colocou o recebedor em condições de conquistar jardas após a recepção.





Na jogada seguinte, Jauan Jenning saiu livre para fazer a sua primeira recepção na NFL e colocar os Niners na frente do placar. Mesmo tendo sido dominado durante boa parte do jogo até aqui, San Francisco estava indo para o vestiário vencendo por 7-3.



Na volta do intervalo, a superioridade do 49ers continuou. A defesa que estava sofrendo para parar o ataque adversário conseguiu forçar alguns punts mantendo a distância no placar. Já o ataque parecia ter encontrado uma fórmula para avançar em campo.


San Francisco 49ers

Kyle Shanahan começou a chamar corridas com toss, quando o QB lança a bola para o RB, ao invés do tradicional hand-off, que o QB entrega a bola. Também implementou alguns slip screens, passes curtos para os RB’s; tudo isso com a intenção de minimizar os efeitos da linha defensiva no jogo.


E deu certo! No segundo drive após o intervalo, San Francisco tirou quase 9 minutos do cronômetro, pontuando após avançar 92 jardas em 16 jogadas. Com muita calma, Garoppolo comandou a longa campanha com quatro conversões de terceira descida, incluindo uma corrida do quarterback após o pocket entrar em colapso. A ótima campanha terminou com um TD de Jimmy Garoppolo com um QB Sneak na linha de 1 jarda dos Eagles.



A próxima campanha dos Eagles terminaria após o segundo sack de Nick Bosa no jogo, seguido de um field goal dos Niners para colocar o placar em 17-3. A partida agora estava sob o comando do time da Califórnia e seria muito difícil acreditar que Philadelphia poderia voltar para a partida.



Tarde demais


Mesmo com a pontuação aparentemente fora de alcance, os Eagles continuaram pressionando. Em uma campanha relâmpago, Hurts comandou o ataque até a endzone adversária. Após somente 5 jogadas, Philadelphia havia avançado 75 jardas em pouco mais de 1 minuto. A principal jogada do drive foi uma corrida de Hurts para 27 jardas, mais 15 jardas de falta por ter recebido uma pancada fora de campo.





O próprio quarterback finalizaria a campanha em TD com um QB Sneak na linha de 1 jarda e uma conversão de dois pontos para diminuir a diferença para 17-11, mas já era tarde demais. Sem nenhum tempo para pedir, San Francisco precisava conquistar somente uma primeira descida para a victory formation, exatamente o que aconteceu.


Números do jogo


Jimmy Garoppolo completou 22 passes de suas 30 tentativas para 189 jardas e 1 TD, apesar do começo ruim. Ele também foi crucial convertendo duas terceiras descidas e conquistando um TD com o QB sneak.


Após um jogo com mais de 100 jardas, o RB Elijah Mitchell foi mais discreto contra os Eagles. Ele teve apenas 42 jardas em 17 corridas, com a baixa média de 2,5 por tentativa. O principal recebedor do time foi Deebo Samuel com 93 jardas em 6 recepções.


Do lado dos Eagles, Jalen Hurts foi líder de jardas terrestres com 82 em 10 corridas. Ele completou somente 12 passes de 23 tentados para 190 jardas.


Próximos jogos


Na semana 3, os Eagles visitarão os Cowboys em um confronto de divisão importantíssimo para os playoffs no Monday Night Football. O 49ers vai receber os Packers no que pode ser uma prévia de um confronto da pós-temporada no Sunday Night Football.


1 comentário
BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png