• William Freitas

2022 começou! Quais os melhores QBs no College agora?

Acompanhar o Draft da NFL é legal, mas assistí-lo, entendendo quais são os jogadores importantes, como eles jogaram no College e como foi o desempenho deles ao longo da temporada, se torna ainda mais divertido. Os principais QBs selecionadas neste Draft você já conheceu. Mas e agora? Quem pode ser o novo Trevor Lawrence? Ou uma surpresa como Zach Wilson, que não era nada badalado no início da temporada passada? Algum nome da Divisão-II pode surgir, como Trey Lance? Fique de olho aqui: selecionamos cinco quarterbacks que merecem nossa atenção e que provavelmente os holofotes estarão neles nos próximos anos.


SAM HOWELL, NORTH CAROLINA


(Reprodução (Twitter/Barstool Sports)

O quaterback de North Carolina muito provavelmente será um nome que você escutará na próxima temporada do College. Pesando um pouco mais de 100kg e com 1,80m de altura, o jogador é criativo fora do pocket e pode ser um bom improvisador, quando a pressão chega. Tem um braço forte e muitas vezes, embora não seja o mais rápido dos jogadores, mostra ser uma ameaça também com corridas, unindo assim duas boas armas. Embora o estilo de jogo dele seja ousado, e isso possa acarretar em perdas de jardas e até mesmo turnovers que poderiam ser evitados, se continuar a evoluir como líder e jogador, em um futuro próximo o veremos na NFL.


SPENCER RATTLE, OKLAHOMA


Reprodução (Twitter/PFF Draft)

Conhece a séria da Netflix “QB1”? Se você já viu, com certeza se lembrará de Rattle. Estreou como titular nos Sooners na última temporada e novamente terá o posto de lançador lá por Oklahoma. Alguns especialistas o colocam como melhor passador da classe, atleta bem fluido e com capacidade de estender as jogadas. É um líder dentro de campo. Na última temporada teve 3,031 jardas passadas, sendo o décimo na NCAA, e 28 touchdawns anotadaos, sendo o oitavo no ranking. Precisa tomar cuidado quando solta a bola, teve interceptações que poderiam ser evitadas se tivesse mais prudência ao se livrar da bola. Em uma classe bem menos talentosa de quarterbacks, pode ser que os times fiquem de olho nele.


JT DANIELS, GEORGIA


Kevin C. Cox / Getty Images

Se eu fosse você, pesquisaria mais sobre a história deste jogador. Hoje, ele defende os Bulldogs, e vê uma nova oportunidade surgir em sua carreira, após as graves lesões que o tiraram dos gramados e dos Trojans. Com a lesão e o surgimento de Kedon Slovis em USC, Daniels viu o sonho de virar um jogador da NFL ficar cada vez mais longe. Mas a transferência para Geórgia deu novas esperanças para ele. Daniels ganhou a vaga de titular da USC em 2018, mas o time tropeçou e pela primeira vez desde 2000, teve mais derrotas que vitórias. Na próxima temporada, ele continuou como titular e parecia pronto para fazer bons números, mas rompeu o ligamento do joelho direito no primeiro jogo e aí perdeu a vaga. Em maio, enquanto reabilitava o joelho e refletia sobre uma temporada de 2020 possivelmente adiada pela pandemia, Daniels anunciou que estava se transferindo para a Geórgia para um novo começo, “Eu realmente senti muita gratidão à minha família, meus companheiros de equipe, a comissão técnica, por todos que me ajudaram a me recuperar ”, disse Daniels, emocionado. Jogar em dois programas tradicionais na NCCA não é fácil, então dê uma chance ao jogador, procure sua trajetória e fique de olho nesta temporada.


KEDON SLOVIS, USC


Reprodução (Twitter/USC Football)

Slovis tomou o lugar de Daniels no ataque dos Trojans. Move-se bem, tanto para a direita quando para esquerda e consegue realizar bons passes em movimento. Melhorou e muito sua capacidade atlética e demonstra ter um lançamento rápido, bons arremesos profundos e tem boa capacidade de improviso, pensando rápido naquelas jogadas que logo de cara não sai como planejado. O braço não é tão forte, mas ainda assim consegue fazer arremesos longos. QB extremamente inteligente, se jogar bem na próxima temporada pode garantir uma boa escolha no Draft. Alguns especialistas o comparam com o estilo de jogo do Kirk Cousins.


TYLER SHOUGH, TEXAS TECH


Reprodução (Twitter/ Texas Tech Football)

Recentemente transferido de Oregon para Texas Tech, Shough viu sua vaga ameaçada com a chega de Ty Thompson nos Beaves, um prospecto quatro estrelas que tem recebido muitos elogios. Em sua primeira temporada como titular de Oregon, Shough completou 63,4% de seus passes, lançando para 1.559 jardas e 13 touchdowns com apenas seis interceptações. O segundo ano terminou a temporada em sétimo lugar nacionalmente em jardas por finalização (14,7), 12º em jardas por tentativa de passe (9,34) e 15º em eficiência de passes (160,4). Ele era o líder do Pac-12 em todas as três categorias e ficou em segundo lugar na liga para touchdowns e jardas. Chegou no College com status de estrela, chamou atenção de grandes programas como Alabama, Florida, Michigan e outros. Shough tem a missão de mostrar seu bom futebol, que encantou e que deu brilho nos olhos, agora na nova casa, os Red Raiders.


Bom, você deve ter percebido que a classe de quarterbacks do próximo ano não será tão talentosa quanto a que você viu neste ano, mas há sim bons nomes. Estes cinco nomes são apenas alguns, outros poderão surgir ao longo da temporada, vide Zach Wilson e Trey Lance. Fique de olho, acompanhe, garanto que o próximo Draft será muito mais interessante sabendo e entendendo um pouco mais sobre o que sua franquia está fazendo e pensando.

BANNERLATERAL_TRAKTOR.png
BANNERLATERAL_FANATICA.png